Leon Laleau

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Leon Laleau
Nascimento 3 de agosto de 1892
Porto Príncipe
Morte 7 de setembro de 1979 (87 anos)
Porto Príncipe
Cidadania Haiti
Ocupação jornalista, político, diplomata, dramaturgo, poeta
Prêmios Grande Oficial da Legião de Honra

Léon Laleau (Porto Príncipe, 3 de agosto de 1892 - 1979) foi um escritor, político e diplomata haitiano. Laleau é reconhecido como "um dos mais brilhantes escritores de seu tempo"[1]. Recebeu vários prêmios internacionais, tais como o Prêmio Edgar Allan Poe em 1962. Ele também foi membro da Academia Ronsard e da Académie Méditerranéenne.

Laleau obteve dois diplomas, em direito e em letras, e ciências. Como político, ele exerceu os cargos de Ministro das relações exteriores e Ministro da Educação, da Agricultura, e do Trabalho. Esteve presente em diversos cargos diplomáticos, como Chefe das Missões Diplomáticas em Roma, Londres, Paris, Santiago, e Lima e Embaixador em Missão Especial no Panamá, Cuba, Nações Unidas, e UNESCO. Ele foi um dos signatários do acordo que acabou com a ocupação norte-americana do Haiti em 24 de julho de 1934.

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Jusqu'au Bord (1916) - romance
  • La Danse des Vagues (1919) - romance
  • A Voix Basse (1920) - poesia
  • La Flèche au Cœur (1926) - poesia
  • Le Rayon des Jupes (1928) - poesia
  • Abréviations (1928) - poesia
  • Musique Nègre (1931) - poema
  • Le Choc (1932) - romance
  • Ondes Courtes (1933) - poema
  • La Pluie et le Beau Temps - teatro
  • Le Tremplin - teatro

Notas

  1. P. Schutt-Ainé, Haiti: A Basic Reference Book, 97

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Schutt-Ainé, Patricia; Staff of Librairie Au Service de la Culture (1994). Haiti: A Basic Reference Book. Miami, Florida: Librairie Au Service de la Culture, pp. 97–98. ISBN 0-9638599-0-0
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) escritor(a) é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.