Luigi Fantappiè

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde julho de 2017). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Luigi Fantappiè
Nascimento 15 de janeiro de 1901
Viterbo
Morte 28 de julho de 1956 (55 anos)
Viterbo
Nacionalidade Itália Italiano
Alma mater Universidade de Pisa
Orientador(es) Luigi Bianchi
Orientado(s) Josep Teixidor i Batlle
Campo(s) Matemática
Tese 1922: «Le forme decomponibili coordinate alle classi di ideali nei corpi algebrici

Luigi Fantappiè (Viterbo, 15 de setembro de 1901 — Viterbo, 28 de julho de 1956) foi um matemático italiano.

Conhecido por seu trabalho em análise matemática e por criar a teoria dos funcionais analíticos. Foi aluno de Vito Volterra

Estudou na Universidade de Pisa, com graduação em matemática em 1922. Após passar um tempo no exterior, em 1926 obteve uma cátedra na Universidade de Florença, e um ano depois na Universidade de Palermo. De 1934 a 1939 esteve na Universidade de São Paulo. Em 1939 foi-lhe oferecida uma cátedra na Universidade de Roma "La Sapienza".

Em 1942 desenvolveu uma teoria unificada da física e da biologia, apresentando o conceito da sintropia. Em 1952 iniciou a trabalhar em uma teoria física unificada denominada relatividade projetiva, para a qual, afirmou, a relatividade restrita seria um caso limite. Giuseppe Arcidiacono foi seu colaborador nesta teoria.

Livros[editar | editar código-fonte]

  • Principi di una teoria unitaria del mondo fisico e biologico, Di Renzo Editore, Roma
  • Conferenze scelte, Di Renzo Editore

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) matemático(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.