Luis Trimano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Luis Trimano, natural de Buenos Aires (1943), é uma artista gráfico que atuou nas áreas da ilustração, caricatura e gravura.

Realizou sua formação em ilustração e artes gráficas na capital Argentina até que em 1968 migrou para São Paulo, onde atuou como caricaturista e ilustrador nos principais jornais diários e veículos da imprensa alternativa paulista e carioca. Adotou o Rio como endereço desde 1974, dando prosseguimento as suas atividades nas páginas do Jornal do Brasil, O Globo, Última Hora, Tribuna da Imprensa, e Pasquim, entre outras publicações.

Trimano também criou capas de disco como por exemplo a Ilustração do disco 20 Anos de Rock do cantor de Raul Seixas e também criou cartazes de teatro. Colaborou nos principais jornais e revistas do País. [1] [2]

Desenho e caricatura[editar | editar código-fonte]

Trimano viveu intensamente os duros anos de ditadura militar tanto no Brasil quanto na Argentina, seus trabalhos acabam por transparecer muito do seu pensamento político. [3] A principal características do seu estilo gráfico era a combinação de desenho em naquim e colagem. Seus retratos e caricaturas trabalham um misto de abstração e figuração sombria e muitas vezes agressiva. Neste aspecto Trimano diz ter sido influenciado pelo expressionismo alemão, violência de Francis Bacon (artista), entre outros. [4]

Seu trabalho com caricatura influenciou um geração de brasileiros, entre eles Cássio Loredano, Lula, Paulo Cavalcante, Glauco Cruz, entre outros. [5]

Luis Trimano procura no desenho: "Expressão de qualidade visual apurada seja na caricatura, na ilustração temática, ou nos projetos pessoais referidos ao poema ilustrado. A valorização do conceito de uma ilustração autoral, de alto nível plástico e interpretativo dos temas abordados. Uma ilustração que reflita a opinião do artista e valorize o Oficio no aprimoramento da imagem, aprimoramento conceitual e técnico no manejo das diversas técnicas de desenho sobre papel, engajamento ideológico e liberdade de opinião." [6]

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Trimano: Desenhos e ilustrações. Editora Relume Dumará, 1997.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]