M'Boi Mirim

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura a subprefeitura de mesmo nome, veja Subprefeitura M'Boi Mirim.
Estrada do M'Boi Mirim
—  Bairro do Brasil  —
Distrito M'Boi Mirim
Subprefeitura M'Boi Mirim
Fonte: Não disponível

A Estrada do M'Boi Mirim é uma estrada de rodagem localizada na zona sul do município de São Paulo, no estado de São Paulo, no Brasil. A estrada, caracterizada como uma grande avenida, liga o início do distrito do Jardim São Luis até o final do distrito de Jardim Ângela, numa extensão de mais de 16 quilômetros.

A estrada tem o nome de M'Boi Mirim, por cruzar o rio Embu-mirim (antigo M'Boi Mirim, que também deu nome á região), próximo a divisa com Itapecerica da Serra.

Características[editar | editar código-fonte]

No decorrer da estrada predominam o variável e extenso comércio popular, pequenos empreendedores individuais, o Hospital Dr. Moysés Deutsch (popularmente conhecido como Hospital M'Boi Mirim), o Terminal Jardim Ângela, além de um grande número de residências. Nos bairros que existem ao seu redor, moram cerca de 2 milhões de pessoas. Outro ponto importante está relacionado ao transporte público na região, que é notadamente insuficiente para suprir toda a demanda ali existente, resultando na superlotação dos ônibus, além de grandes congestionamentos em diversos horários durante o dia.

Abaixo os bairros existentes ao decorrer da Estrada do M'Boi Mirim. Os assinalados com (*) possuem regiões carentes de infra estrutura:

- Alto do Riviera - Aracati (*) - Baronesa (*) - Chácara da Enseada (*) - Chácara Flórida (*) - Chácara Nani (*) - Chácara Santana - Chácara Sonho Azul (*) - Estância Mirim (*) - Estância Tangará (Projeto Criança Esperança) - Jardim Maria Alice Alice (*) - Jardim Ângela (*) - Jardim Caiçara - Jardim Capela (*) - Jardim Copacabana - Jardim Cris - Jardim das Flores - Jardim do Carmo (I e II) (*) - Jardim do Éden (*) - Jardim Fraternidade - Jardim Figueira Grande - Jardim Gustavo - Jardim Idemori (*) - Jardim Kaghoara (*) - Jardim Mazza - Jardim Nakamura (*) - Jardim Neide - Jardim Rio D'ouro (*) - Jardim Santa Margarida (*) - Jardim Santa Zélia - Jardim São Manoel - Jardim Thomas - Jardim Turquesa (*) - Jardim Vaz de Lima - Jardim Vera Cruz (*) - Menininha (*) - Morro do Índio (*) - Parque Bologne (*) - Parque Cristina - Parque das Cerejeiras (*) - Parque do Lago (*)  - Parque Independência (*) - Parque Maria - Parque Novo Santo Amaro (*) - Parque Regina - Parque Santo Antônio - Piraporinha - Vila Calu (*) - Vila Dom José (*) - Vila Guiomar (*) - Vila Dona Meta - Vila Rodrigues (*)

Topônimo[editar | editar código-fonte]

O topônimo "M'Boi Mirim" é de origem tupi: significa "cobra pequena", através da junção de mboîa (cobra) e mirim (pequena)[1]. Apesar de corrente, a prosódia /eme boi mirim/ é totalmente equivocada. O "M" sem vogal inicial faz parte do nome "Mboi" (cobra), presente, em sua forma simplificada para o português, em palavras de origem tupi tais como "boitatá", "jibóia" ("i-mboi", cobra d'água), "boiçucanga", "boiçununga", "boipeba". Deve-se preferir a prosódia em que a vogal é omitida mas o fonema /m/ soa: /mboi mirim/.

História[editar | editar código-fonte]

Aos origens do bairro remontam ao início do século XVIII, quando foi criado o aldeamento jesuíta de Mboy, a 36 km do centro de São Paulo de Piratininga. Após a criação da Vila de Santo Amaro, em 1852, Mboy foi incluída em seu território.[2]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. NAVARRO, E. A. Método moderno de tupi antigo: a língua do Brasil dos primeiros séculos. 3ª edição. São Paulo. Global. 2005. p. 132.
  2. Marcildo, Maria Luiza (1973). A Cidade de São Paulo: povoamento e população, 1750-1850 (São Paulo: Pioneira). 
Ícone de esboço Este artigo sobre bairros é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.