Madeleine Passot

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Madeleine Passot
Nascimento 28 de agosto de 1914
15.º arrondissement de Paris
Morte 19 de setembro de 2009 (95 anos)
11.º arrondissement de Paris
Cidadania França
Filho(s) Yves Jégouzo
Ocupação membra da resistência

Madeleine Passot (28 de agosto de 1914 - 19 de setembro de 2009) foi uma comunista francesa que trabalhou para a Resistência Francesa como agente de ligação durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945).[1] Ela foi presa e deportada para o campo de concentração de Auschwitz, mas sobreviveu à guerra e voltou para a França.[2] Ela se tornou Madeleine Jégouzo por conta do casamento em 1947.[3][4][5]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.