Manoel Anselmo da Silva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Maneco
Informações pessoais
Nome completo Manuel Anselmo da Silva
Data de nasc. 20 de julho de 1922
Local de nasc. Cachoeiras de Macacu (RJ),  Brasil
Falecido em 22 de novembro de 1956 (34 anos)
Canhoto
Apelido Saci do Irajá
Clube atual falecido
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
Brasil America-RJ 0 0000(187 jogos)
Seleção nacional
1947 Brasil Brasil

Manoel Anselmo da Silva, conhecido no mundo do futebol como Maneco (Cachoeiras de Macacu, 20 de julho de 1922Rio de Janeiro, 22 de Novembro de 1956), foi um ex-futebolista brasileiro, que também tinha o apelido de “Saci do Irajá”, que carregou durante sua carreira.

Carreira[editar | editar código-fonte]

O apelido de “Saci do Irajá”, foi uma homenagem da imprensa carioca ao estilo de jogo vistoso que ele exibia em campo, tendo atuado em sua carreira apenas pelo America do Rio, seu clube do coração, onde marcou 187 gols, sendo o terceiro maior goleador do clube rubro em todos os tempos.

Jogou somente no America, dos quinze aos vinte e oito anos. Defendeu também a Seleção Carioca de Futebol e a Seleção Brasileira de Futebol, esta em 1947. Foi vice-campeão estadual de 1950.

Integrou a célebre linha do America conhecida como de “tico-tico no fubá”, pois costumava trocar passes de primeira e muitas vezes não marcava gols, retornando para executar a mesma jogada plástica, integrada por China, Maneco, Cesar, Lima e Jorginho. Embora fosse de baixa estatura, era muito difícil de ser marcado.[1] Outra brilhante linha da qual fez parte foi a vice-campeã carioca de 1950, formada por Natalino, Maneco, Dimas, Ranulfo e Jorginho.

Suicidou-se em 22 de novembro de 1956, por não conseguir quitar a dívida do apartamento, quando era treinador das equipes de base do clube.[2]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre futebol brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.