Manuel Edmilson da Cruz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Manuel Edmilson da Cruz
Bispo da Igreja Católica
Bispo-emérito de Limoeiro do Norte
Hierarquia
Papa Francisco
Arcebispo metropolita Dom José Antonio Aparecido Tosi Marques
Atividade Eclesiástica
Diocese Diocese de Limoeiro do Norte
Nomeação 4 de agosto de 1994
Predecessor Dom Pompeu Bezerra Bessa
Sucessor Dom Frei José Haring, O.F.M.
Mandato 1994 - 1998
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 5 de dezembro de 1948
Sobral
por Dom José Tupinambá da Frota
Nomeação episcopal 8 de agosto de 1966
Ordenação episcopal 6 de novembro de 1966
Sobral
por Dom João José da Mota e Albuquerque
Lema episcopal "VERBUM CARO FACTUM"
("Palavra feita carne")
Brasão episcopal
BishopCoA PioM.svg
Dados pessoais
Nascimento Acaraú, Ceará
3 de outubro de 1924 (94 anos)
Nacionalidade brasileira
Funções exercidas -Bispo-auxiliar de São Luís do Maranhão (1966-1974)
- Bispo-auxiliar de Fortaleza (1974-1994)
dados em catholic-hierarchy.org
Bispos
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Dom Manuel Edmilson da Cruz (Acaraú, 3 de outubro de 1924), é um bispo católico.[1][2] Bispo emérito de Limoeiro do Norte.

Estudos[editar | editar código-fonte]

Realizou seus primeiros anos de estudos em Acaraú e no Seminário São José, em Sobral (1937-1939). Fez seus estudos secundários no Seminário São José, em Sobral (1940-1942).

Estudou Filosofia (1943-1944) e Teologia (1945-1948) no Seminário Provincial de Fortaleza.

Presbiterado[editar | editar código-fonte]

Manuel Edmilson da Cruz foi ordenado padre no dia 5 de dezembro de 1948, em Sobral.[1]

Em Sobral, no período de 1949 a 1964 desenvolveu as seguintes atividades:

  • Professor no Seminário Menor, no Colégio Diocesano Sobralense e no Colégio Santana.
  • Prefeito de disciplina, vice-reitor e diretor espiritual no Seminário Menor.
  • Capelão da Capela do Sagrado Coração de Jesus, da Cadeia Pública e do Patronato.

Episcopado[editar | editar código-fonte]

Padre Manuel Edmilson da Cruz foi nomeado Bispo auxiliar de São Luís do Maranhão pelo Papa Paulo VI, em 12 de agosto de 1966.[1] Recebeu a ordenação episcopal no dia 6 de novembro de 1966, em Sobral, das mãos de Dom João José da Mota e Albuquerque, Dom Walfrido Teixeira Vieira e de Dom José Mauro Ramalho de Alarcón Santiago.

Lema: Verbum caro factum (Palavra feita carne)[3]

Atividades durante o episcopado[editar | editar código-fonte]

  • Bispo auxiliar de São Luís do Maranhão (1966-1974)
  • Vigário Episcopal da Forania de Brejo (1966-1974)
  • Bispo auxiliar de Fortaleza (1974-1994)
  • Administrador apostólico sede plenaC de Limoeiro do Norte (1992-1994)
  • Bispo diocesano de Limoeiro do Norte (1994-1998)

Renunciou ao múnus pastoral no dia 5 de junho de 1998, por limite de idade, em conformidade com o cânon 401 do Código de Direito Canônico. Sobre Dom Manuel Edmilson da Cruz, "cf": [4][5]

Ordenações episcopais[editar | editar código-fonte]

Dom Manuel Edmilson da Cruz foi co-celebrante na celebração da ordenação episcopal de:

Dom Edmilson da Cruz recusa homenagem do Senado[editar | editar código-fonte]

Em 21 de dezembro de 2010, Dom Edmilson da Cruz foi convidado a receber uma homenagem do Senado, mas a recusou!

O bispo de Limoeiro do Norte (CE), Dom Manuel Edmilson da Cruz, recusou nesta terça-feira (21) receber uma comenda do Senado Federal. Ele afirmou que sua atitude era para protestar contra o aumento salarial de 61,8% aprovado pelos parlamentares em causa própria. A homenagem recusada por ele é a Comenda dos Direitos Humanos Dom Helder Câmara.

A recusa do bispo foi feita em um discurso no plenário do próprio Senado. Ele criticou os parlamentares por aprovar o aumento deste montante para o próprio salário. “Quem assim procedeu não é parlamentar, é para lamentar”, disse.

O religioso afirmou que a comenda que lhe foi oferecida não honra a história de Dom Helder Câmara, que teve atuação destacada na luta pelos direitos humanos durante o regime militar.

“A comenda hoje outorgada não representa a pessoa do cearense maior que foi Dom Helder Câmara. Não representa. Desfigura-a, porém. Sem ressentimentos e agindo por amor e por respeito a todos os senhores e senhoras, pelos quais oro todos os dias, só me resta uma atitude: recusá-la. Ela é um atentado, uma afronta ao povo brasileiro, ao cidadão, à cidadã contribuinte para o bem de todos, com o suor de seu rosto e a dignidade de seu trabalho.” 

- Dom Manuel Edmilson da Cruz

Ele destacou que o aumento dado aos parlamentares deveria ter como base o reajuste que será concedido ao salário mínimo, de cerca de 6%. “O aumento a ser ajustado deveria guardar sempre a mesma proporção que o aumento do salário mínimo e da aposentadoria. Isso não acontece. O que acontece, repito, é um atentado contra os direitos humanos do nosso povo”.

"Quem assim procede não é parlamentar, é para lamentar", disse.

Fonte: g1.globo.com - 21/12/2010

Sucessão[editar | editar código-fonte]

Dom Manuel Edmilson da Cruz é o 4º bispo de Limoeiro do Norte, sucedeu a Dom Pompeu Bezerra Bessa e foi sucedido por Dom José Haring, OFM.

Referências

  1. a b c Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (1997). Membros da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil. Brasília: CNBB 
  2. Centro de Estatística Religiosa e Investigações Sociais (2009). Anuário Católico do Brasil. 2009/2010 12 ed. Brasília: CERIS; CNBB; CRB 
  3. cf. João 1, 14: Et Verbum caro factum est et habitavit in nobis; et vidimus gloriam eius, gloriam quasi Unigeniti a Patre, plenum gratiae et veritatis (E a Palavra se fez homem e habitou entre nós. E nós contemplamos a sua glória: glória do Filho único do Pai, cheio de amor e fidelidade.)
  4. FREITAS, Vicente. Bela Cruz — biografia do município. Joinville: Clube de Autores, 2013.p.377
  5. FREITAS, Vicente. BELA CRUZ - biografia do município

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Pompeu Bezerra Bessa
BishopCoA PioM.svg
4.º Bispo de Limoeiro do Norte

18 de maio de 19946 de maio de 1998
Sucedido por
José Haring