Maomé II de Córdova

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: "Mohammed II al-Mahdi" redireciona para este artigo. Para o fundador da dinastia saadiana de Marrocos, veja Abu Abdalá Alcaim. Para outros significados, veja Maomé II.
Maomé II
4.º e 6.º Califa de Córdova
Reinado 1009-1010 e 1010
Antecessor(a) Hixame II
Solimão Almostaim
Sucessor(a) Solimão Almostaim
Hixame II
Nascimento 980
  Córdova
Morte 23 de julho de 1010 (30 anos)
  Córdova
Dinastia Omíada

Maomé II de Córdova ou Maomé II Almadi (em árabe: محمد الثاني ، المهدي; romaniz.: Muḥammad al-Mahdī), chamado Maomé ibne Hixame (Muḥammad ibn Hišām) antes de tomar o trono (Córdova, 980 – Córdova, 23 de julho de 1010), foi o quarto califa de Córdova, no Alandalus (a Hispânia islâmica), que reinou em dois períodos, o primeiro entre 15 de fevereiro e 1 de novembro de 1009 e o segundo entre 10 de maio e 23 de julho de 2010.

História[editar | editar código-fonte]

Maomé II, que adotou o lacabe Almadi Bilá ("Aquele que busca a ajuda de Alá"), ocupou a posição de califa por dois curtos períodos separados por meses. Era filho de Hixame, que por sua vez era filho de Abdal Jabar, um dos filhos do Abderramão III, o primeiro califa de Córdova.

O seu primeiro turno como califa se iniciou em 15 de fevereiro de 1009, quando uma revolta popular liderada por Maomé conseguiu tomar a cidade de Córdova e expulsar o califa Hixame II e seu homem forte, Abderramão Sanchuelo que, como filho de Almançor, vinha exercendo crescente influência sobre o califado.

Porém, um confronto com os berberes, antigos aliados, fez com que, no mesmo ano de sua aclamação como califa, ele perdesse o trono pelas mãos de seu primo em segundo grau Solimão Almostaim que, com o apoio dos berberes e do conde de Castela Sancho Garcia, derrotou, em 1 de novembro de 1009, o exército do califa na Batalha de Alcoleia, obrigando Maomé a se refugiar em Toledo.

A segunda vez que se tornou califa se inicia em 10 de maio de 1010, quando tropas saqalibas, sob o comando do general Aluadide, apoiadas por tropas catalãs sob o conde de Barcelona Raimundo Borrel I, derrotaram o exército de Solimão. Maomé foi alçado novamente ao trono de Córdova, onde permaneceu até ser assassinado em 23 de julho de 1010 a mando de Aluadide.

Após a sua morte Hixame II ascendeu novamente ao trono.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Maomé II de Córdova
Precedido por:
Hixam II
Califa de Córdova
1009
Sucedido por:
Solimão II
Precedido por:
Solimão II
Califa de Córdova
1010
Sucedido por:
Hixam II

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Arnold Hottinger: Die Mauren. Arabische Kultur in Spanien, Wilhelm Fink Verlag, München, 1995. ISBN 3-7705-3075-6

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre reis é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.