Maria Henriqueta de La Tour de Auvérnia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Maria Henriqueta
Princesa de Bulhão
Marquesa de Bergen op Zoom
Princesa Hereditária de Sulzbach
Retrato de 1724 por Johann Philipp von der Schlichten, localizado na Antiga Pinacoteca, em Munique.
Cônjuge João Cristiano do Palatinado-Sulzbach
Descendência Carlos Teodoro da Baviera
Maria Ana Luísa Henriqueta de Sulzbach
Casa La Tour de Auvérnia
Wittelsbach
Nome completo
em francês: Marie Anne Henriëtte Lepoldine de la Tour d'Auvergne
Nascimento 24 de outubro de 1708
Morte 28 de julho de 1728 (19 anos)
  Hilpoltstein, Média Francónia, Alemanha
Pai Francisco Egon de La Tour de Auvérnia
Mãe Maria Ana de Ligne-Arenberg

Maria Ana Henriqueta Leopoldina de La Tour de Auvérnia (em francês: Marie-Henriette de La Tour d'Auvergne; 24 de outubro de 1708Hilpoltstein, 28 de julho de 1728)[1] foi suo jure marquesa de Bergen op Zoom e princesa hereditária do Palatinado-Sulzbach pelo seu casamento com João Cristiano do Palatinado-Sulzbach.

Família[editar | editar código-fonte]

Maria Henriqueta era a única filha de Francisco Egon de La Tour de Auvérnia, conde de Auvérnia, na França, e marquês de Bergen op Zoom, nos Países Baixos, e de Maria Ana de Ligne-Arenberg. Seus avós paternos eram o tenente-general Frederico Maurício de La Tour de Auvérnia, conde de Auvérnia e Francisca de Hohenzollern-Hechingen. Seus avós maternos eram Filipe Carlos d'Arenberg, 9.° duque de Aarschot, na Bélgica, e Maria Henriqueta del Carretto, marquesa de Grana e Savona, na Itália.

Ela era prima de Ana Maria Luísa de La Tour de Auvérnia, primeira esposa do príncipe Carlos de Rohan-Soubise, e também de Carlos Godofredo de La Tour de Auvérnia, duque de Bulhão, marido de Maria Carolina Sobieska, neta do rei João III Sobieski da Polônia.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Maria Henriqueta casou-se com o futuro conde palatino, João Cristiano, em 15 de fevereiro de 1722. Ele era filho de Teodoro Eustáquio do Palatinado-Sulzbach e de Maria Leonor de Hesse-Rotemburgo.

A partir de seu casamento, tornou-se princesa hereditária de Sulzbach. Porém, não tornou-se condessa do Palatinado-Sulzbach em 1732, com a ascensão do marido, devido ao seu falecimento em 28 de julho de 1728, aos dezenove anos de idade, em Hilpoltstein, na Alemanha.

Seu marido casou-se novamente com Leonor de Hesse-Rotemburgo, e morreu em 20 de julho de 1733.

Descendência[editar | editar código-fonte]

  • Carlos Teodoro da Baviera (11 de dezembro de 1724 - 16 de dezembro de 1799), sucessor do pai como conde palatino, além de eleitor da Baviera. Foi casado primeiro com Isabel Augusta de Sulzbach, com quem teve um filho que não sobreviveu à infância, e depois com Maria Leopoldina de Áustria-Este, mas não tiveram filhos. Teve descendência ilegítima de suas três amantes;
  • Maria Ana Luísa Henriqueta de Sulzbach (20 de maio de 1728 - 25 de junho de 1728).

Ascendência[editar | editar código-fonte]


Referências