Manuel Vieira Tosta Filho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Maria José Velho de Avelar)
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde Junho de 2014). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Armas do segundo barão com grandeza de Muritiba.

Manuel Vieira Tosta Filho, segundo barão com grandeza de Muritiba, (Bahia, 14 de outubro de 1839 – vapor Bagé, 15 de agosto de 1922) foi um desembargador brasileiro, formado em direito pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo em 1860. Foi o último procurador do Império. Exerceu ainda os cargos de conselheiro e veador.

Filho de Manuel Vieira Tosta, marquês de Muritiba, e de Isabel Pereira de Oliveira. Casou-se aos 17 novembro de 1869 com Maria José Velho de Avelar, filha de Joaquim Ribeiro de Avelar, visconde de Ubá, e neta de Joaquim Ribeiro de Avelar, barão de Capivari. Nascida aos 7 agosto de 1851 no Rio de Janeiro e batizada pela sua tia Galvina Ribeiro de Avelar, faleceu em Petrópolis, aos 13 julho de 1932. Conhecida como "Madame Avelar", foi agraciada pela princesa D. Isabel do Brasil com o título de dama do Paço.

O casal viveu em Boulogne-Billancourt, França, tendo o barão falecido a bordo do vapor Bagé à altura do Espírito Santo, quando regressava da Europa. Chegaram a acompanhar a família imperial brasileira no exílio, tendo a baronesa consorte de Muritiba desfeito-se de parte de suas jóias para colaborar na construção do mausoléu dos imperadores, em Petrópolis.

Grande do Império, o segundo barão de Muritiba recebeu comendas de várias ordens europeias. Elevado a barão por decreto de 13 de junho de 1888.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  1. Sítio da Família Tosta
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.