Manuel Vieira Tosta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Manuel Vieira Tosta
Armas do marquês de Muritiba
Nascimento 12 de julho de 1807
Cachoeira
Morte 22 de fevereiro de 1896 (88 anos)
Nacionalidade  Brasileiro
Ocupação Político

Manuel José Vieira Tosta, Marquês de Muritiba, (Cachoeira, 12 de julho de 180722 de fevereiro de 1896) foi um proprietário rural, juiz, desembargador e político brasileiro.

Foi magistrado em Juiz de Fora antes de ser nomeado veador da imperatriz Teresa Cristina. Sua esposa, Maria José Velho de Avelar, foi amiga íntima da princesa Isabel, sendo então agraciada com o título de dama do Paço. Foi ministro da Marinha, ministro da Guerra, ministro da Justiça, conselheiro de estado, deputado geral, senador do Império do Brasil de 1851 a 1889.

Foi presidente das províncias de Pernambuco (25 de dezembro de 1848 a 2 de julho de 1849), Rio Grande do Sul (17 de setembro de 1855 - 28 de abril de 1856) e Santa Catarina (interinamente, de 11 de abril a 18 de maio de 1870 e de 9 de janeiro a 16 de janeiro de 1871).

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Anselmo Francisco Peretti
Presidente da província de Sergipe
1844
Sucedido por
José de Sá Bitencourt Câmara
Precedido por
Herculano Ferreira Pena
Presidente da província de Pernambuco
1848 — 1849
Sucedido por
Honório Hermeto Carneiro Leão
Precedido por
Manuel Felizardo de Sousa e Melo
Ministro da Marinha do Brasil
1849 — 1852
Sucedido por
Zacarias de Góis
Precedido por
Luís Alves Leite de Oliveira Belo
Presidente da província do Rio Grande do Sul
1855 — 1856
Sucedido por
Jerônimo Francisco Coelho
Precedido por
José Tomás Nabuco de Araújo
Ministro da Justiça do Brasil
1859
Sucedido por
João Lustosa da Cunha Paranaguá
Precedido por
João Lustosa da Cunha Paranaguá
Ministro da Guerra do Brasil
1868 — 1870
Sucedido por
João Frederico Caldwell
Precedido por
Manuel do Nascimento da Fonseca Galvão
Presidente da província de Santa Catarina
1870
Sucedido por
Francisco Ferreira Correia
Precedido por
Joaquim Otávio Nébias
Ministro da Justiça do Brasil
1870
Sucedido por
José Ildefonso de Sousa Ramos
Precedido por
Francisco Ferreira Correia
Presidente da província de Santa Catarina
1871
Sucedido por
Joaquim Bandeira de Gouveia


Ícone de esboço Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.