Manuel da Cunha Galvão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Manuel da Cunha Galvão (Porto Alegre, 27 de setembro de 1822 — maio de 1872) foi um militar, engenheiro e político brasileiro.

Fez seus estudos primários na Bahia, depois formado bacharel em letras pela Universidade de Paris, depois foi o primeiro doutor em matemática formado na Escola Militar do Rio de Janeiro. Serviu no corpo de engenheiros do exército até a patente de capitão. Depois de deixar o exército foi chefe de obras públicas e navegação e contribuiu para a criação da Secretaria de Estado dos negócios da agricultura, commercio e obras públicas, que depois daria origem tanto ao Ministério da Agricultura, quanto dos Transportes.

Foi presidente da província de Sergipe, nomeado por carta imperial de 31 de janeiro de 1859, de 7 de março de 1859 a 15 de agosto de 1860.

Fonte de referência[editar | editar código-fonte]

  • BLAKE, Augusto Victorino Alves Sacramento, 1900, "Diccionario bibliographico brazileiro", Typographia Nacional, Rio de Janeiro, vol. 6, .

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  1. Relatório com que foi aberta a 2ª sessão da 12ª Legislatura da Assembléia Provincial de Sergipe no dia 27 de abril de 1859 pelo presidente, dr. Manuel da Cunha Galvão
  2. Relatório apresentado à Assembléia Provincial de Sergipe no dia 5 de março de 1860 pelo presidente, Manuel da Cunha Galvão
  3. Relatório com que foi entregue a administração da província de Sergipe no dia 15 de agosto de 1860 ao ilmo. e exmo. sr. dr. Tomás Alves Júnior pelo dr. Manuel da Cunha Galvão
Precedido por
João Dabney de Avelar Brotero
Presidente da província de Sergipe
18591860
Sucedido por
Tomás Alves Júnior
Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.