José Caetano de Faria

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Marechal do Exército Brasileiro Coat of arms of the Brazilian Army.svg
José Caetano de Faria
Dados pessoais
Nascimento 21 de março de 1855 Rio de JaneiroRio de Janeiro
Morte 17 de agosto de 1936 (81 anos) Rio de JaneiroRio de Janeiro
Vida militar
Força Exército
Hierarquia Marechal.gif Marechal
Comandos

José Caetano de Faria (Rio de Janeiro, 21 de março de 1855Rio de Janeiro, 17 de agosto de 1936) foi um marechal brasileiro.[1]

Foi Ministro da Guerra durante o governo de Venceslau Brás, de 15 de novembro de 1914 a 15 de novembro de 1918. Durante seu período à frente do ministério incentivou fortemente as mudanças no Exército efetuadas pelos chamados "jovens turcos", oficiais que estagiaram na Alemanha, como Estevão Leitão de Carvalho, Bertoldo Klinger e Euclides Figueiredo. Nomeou inclusive o então tenente Leitão de carvalho para o seu Gabinete do Comandante do Exército. Com seu apoio esses jovens oficiais passaram a editar a Revista "A Defesa Nacional".

Venceslau Brás e parte de seu ministério

Em 1918 autorizou a execução de um concurso para instrutor da Escola Militar do Realengo. Os aprovados nesse concurso ficaram conhecidos como "Missão Indígena" e profissionalizaram fortemente a formação de oficiais do Exército, com inspiração no que haviam aprendido no Exército Prussiano.

Durante seu mandato no Ministério foi contrário à instalação de uma missão militar estrangeira no Brasil. Seus sucessores autorizaram a vinda da Missão Militar Francesa, que trabalhou no país de 1920 a 1940.

Foi ministro do Superior Tribunal Militar, de 2 de julho de 1919 a 28 de julho de 1934.[2]

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Trevisan, Leonardo N. Obsessões Patrióticas Biblioteca do Exército - Rio de Janeiro 2011.


Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Luís Mendes de Morais
Comandante da 1ª RM
1909 — 1910
Sucedido por
Antônio Adolfo da Fontoura Mena Barreto
Precedido por
Vespasiano Gonçalves de Albuquerque e Silva
Ministro da Guerra do Brasil
1914 — 1918
Sucedido por
Alberto Cardoso de Aguiar