Fernando Belfort Bethlem

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Fernando Belfort Bethlem
Dados pessoais
Nascimento 6 de junho de 1914
Rio de Janeiro
Morte 28 de dezembro de 2001 (87 anos) Rio de Janeiro
Vida militar
Força Exército
Hierarquia General do Exército.gif
General de exército
Comandos

Fernando Belfort Bethlem GCA (Rio de Janeiro, 6 de junho de 1914 — Rio de Janeiro, 28 de dezembro de 2001) foi um general-de-exército brasileiro, ministro do Exército comandante Militar da Amazônia de 1974 a 1976. durante o Governo Ernesto Geisel.

Foi Comandante Militar da Amazônia entre 1974 e 1976. Comando Militar do Sul|III Exército, entre 11 de agosto de 1976 e 11 de outubro de 1977.[1] Nesse período, eclodiu a crise que culminou com a demissão do general Sílvio Frota pelo presidente Ernesto Geisel, em 12 de outubro de 1977. Mesmo havendo redigido um manifesto dias antes onde defendia a linha dura, em sintonia com Frota, foi convidado a substituí-lo, permanecendo no cargo até o final do governo.

A 28 de Dezembro de 1978 foi agraciado com a Grã-Cruz da Ordem Militar de Avis de Portugal.[2]

Em 1982 foi embaixador do Brasil no Paraguai.[3]

Referências

  1. «Galeria de Ex-Comandantes do CMS». Consultado em 12 de dezembro de 2014 
  2. «Cidadãos Estrangeiros Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Fernando Belfort Bethlem". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 2 de abril de 2016 
  3. http://untreaty.un.org/unts/60001_120000/10/7/00018323.pdf
Precedido por
Sílvio Frota
Ministro do Exército do Brasil
1977 — 1979
Sucedido por
Walter Pires de Carvalho e Albuquerque
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.