Euclides Zenóbio da Costa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Euclides Zenóbio da Costa
Nascimento 9 de maio de 1893 Mato Grosso do Sul Corumbá
Morte 1962 (69 anos) Rio de Janeiro Rio de Janeiro
País  Brasil
Força Exército
Hierarquia Marechal.gif Marechal
Comandos
Batalhas Segunda Guerra Mundial

Euclides Zenóbio da Costa (em grafia antiga Euclydes Zenobio da Costa) GCA (Corumbá, 9 de maio de 1893Rio de Janeiro, 1962) foi um militar brasileiro, considerado o idealizador da Polícia do Exército (PE) da Força Terrestre.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filho e neto de militares, estudou no Colégio Militar do Rio de Janeiro em 1903, de onde seguiu para a Escola Militar de Realengo, concluindo em 1916 os cursos de infantaria e cavalaria.

Em 1924 participou da repressão militar contra a revolução tenentista. Foi Comandante da Infantaria da Força Expedicionária Brasileira, participando das operações de guerra na Itália.

A 12 de Outubro de 1943 foi agraciado com a Grã-Cruz da Ordem Militar de Avis de Portugal.[1]

No período de 10 de agosto de 1946 a 31 de março de 1952 comandou a 1ª Região Militar, no Rio de Janeiro.[2]

Em 1954, no governo constitucional de Getúlio Vargas, foi nomeado ministro da Guerra, assumindo o cargo em decorrência da crise político-militar surgida com o Manifesto dos Coronéis contra a permanência de João Goulart no Ministério do Trabalho.

Em agosto de 1954 comunicou ao presidente Getúlio Vargas a impossibilidade de ser esboçada qualquer resistência aos generais que exigiam o licenciamento do presidente da república. Participou dos movimentos militares de 11 a 21 de novembro de 1955, destinados a garantir a posse de Juscelino Kubitschek na presidência da república.

Euclides Zenóbio da Costa é avô do músico Roberto de Carvalho.[carece de fontes?]

Referências

  1. «Cidadãos Estrangeiros Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Euclydes Zenóbio da Costa". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 2 de abril de 2016 
  2. «Galeria de Comandantes da 1ª Região Militar». Consultado em 14 de novembro de 2014 


Precedido por
Izauro Regueira
Comandante da 1ª RM
1946 — 1952
Sucedido por
Aristóteles de Souza Dantas
Precedido por
Ciro do Espírito Santo Cardoso
Ministro da Guerra
1954
Sucedido por
Henrique Batista Duffles Teixeira Lott