José Monteiro de Castro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
José Monteiro de Castro
Nascimento 28 de junho de 1909
Morte 29 de junho de 1994 (85 anos)
Cidadania Brasil
Ocupação político

José Monteiro de Castro (Sabará, 28 de junho de 1909Belo Horizonte, 29 de junho de 1994) foi um advogado e político brasileiro.

Foi ministro chefe do Gabinete Civil da Presidência da República no governo Café Filho, de 24 de agosto de 1954 a 11 de novembro de 1955. Foi casado com Maria de Lourdes Drummond Monteiro de Castro, neta de Silviano Brandão, fundador da cidade de Belo Horizonte. Teve 6 filhos.

Foi o deputado mais votado pela UDN de Minas Gerais para a Assembleia Constituinte de 1946[1][2] além de eleito deputado federal nas legislaturas de (1959-1963, pela UDN e 1963-1967, pela Arena).

Já tinha sido secretário particular do ex-secretário da educação, Cristiano Machado, de quem era primo, entre 1936 e 1939[3]. Entre 1949 e 1951, fora secretário-geral da UDN[4]. Ocupou ainda o cargo de secretário de estado de Minas da Fazenda[5] e da Justiça. Ocupou cargos no Banco Estadual de Minas Gerais e em empresas, como a Fiat Motores, CEMIG e Furnas. Foi membro da comissão consultiva de administração pública[6].

Graduou-se pela Faculdade de Direito de Minas Gerais em 1932[3]. Ainda estudante, participou de caravanas para convencer a população a favor do voto secreto, com o objetivo de impedir o "voto de cabresto", ao lado de Olavo Bilac Pinto, Fábio de Andrada, Newton de Paiva e Hugo Gouthier[7].

Tido como uma das últimas raposas da política mineira, pautou pela ética sua atuação na vida pública, e teve papel fundamental na articulação da aliança que elegeu Tancredo Neves no colégio eleitoral de 1984, devido a sua habilidade de diálogo e conciliação entre as mais diversas correntes e partidos.

Referências

  1. «Anais da Assembleia Constituinte» (PDF). Departamento de Imprensa Nacional / Biblioteca Digital da Câmara dos Deputados. 1949. Consultado em 28 de Março de 2014. 
  2. «Constituição dos Estados Unidos do Brasil (de 18 de setembro de 1946)». Presidência da República - Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos. 18 de setembro de 1946. Consultado em 28 de Março de 2014. 
  3. a b Braga, Sérgio Soares (1998). «Quem foi quem na Assembleia Constituinte de 1946: Um perfil socioeconômico e regional da Constituinte de 1946 v. 1» (PDF). Biblioteca Digital da Câmara dos Deputados - Centro de Documentação e Informação. Consultado em 28 de março de 2014. 
  4. «O presidente da República rompeu as baterias contra a candidatura Nereu». Correio da Manhã (17507). Abril de 1950 
  5. «Governo nega ajuda a Minas Gerais». O Repórter (4.177). 1 páginas. 17 de outubro de 1963 
  6. «Municípios brasileiros de maior progresso». O Repórter. 3 páginas. Agosto de 1955. Consultado em 28 de março de 2014. 
  7. Gouthier, Hugo (2008). Presença. Brasília: Fundação Alexandre de Gusmão. 39 páginas. ISBN 978-86-7631-099-0 Verifique |isbn= (ajuda)  Parâmetro desconhecido |link= ignorado (ajuda)


Precedido por
Lourival Fontes
Ministro chefe do Gabinete Civil da Presidência da República
1954 — 1955
Sucedido por
Paulo de Lira Tavares


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.