Hugo de Araújo Faria

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Hugo de Araújo Faria
Nascimento 13 de dezembro de 1915
Rio de Janeiro
Morte 24 de agosto de 1987
Rio de Janeiro
Cidadania Brasil
Ocupação político

Hugo de Araújo Faria (Rio de Janeiro, 13 de dezembro de 1915 — Rio de Janeiro, 24 de agosto de 1987) foi um político brasileiro.

Foi ministro do Trabalho, Indústria e Comércio no governo Getúlio Vargas, de 24 de fevereiro a 24 de agosto de 1954.[1]

Em 1961 Hugo Faria tornou-se subchefe do Gabinete Civil da Presidência da República, no gestão do presidente João Goulart, tendo ocupado a titularidade de forma interina. Tal função ele exerceu cumulativamente com a presidência do conselho nacional do Serviço Social da Indústria (SESI).[2]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Jorge Ferreira (2011). João Goulart 3 ed. [S.l.]: Civilização Brasileira. p. 119. ISBN 978-85-200-1056-3. Com sua saída do ministério, Hugo Faria foi nomeado por Vargas para sucedê-lo em caráter interino-e lá permaneceu até agosto de 1954. 
  2. Brasil, CPDOC-Centro de Pesquisa e Documentação História Contemporânea do. «HUGO DE ARAUJO FARIA». CPDOC - Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil. Consultado em 12 de setembro de 2020 

Precedido por
João Goulart
Ministro do Trabalho, Indústria e Comércio do Brasil
1954
Sucedido por
Napoleão de Alencastro Guimarães
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.