Gabriel Passos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Gabriel Passos
Nascimento 17 de março de 1901
Itapecerica
Morte 19 de junho de 1962 (61 anos)
Rio de Janeiro
Ocupação Advogado, jornalista, político

Gabriel de Resende Passos (Itapecerica, 17 de março de 1901Rio de Janeiro, 19 de junho de 1962) foi um advogado, jornalista e político brasileiro. Foi casado com Amélia Gomes de Sousa Lemos, irmã de Sarah Kubitschek.

Carreira política[editar | editar código-fonte]

Em 1928 Passos tornou-se redator do jornal O Estado de Minas e, partidário da Revolução de 1930, elegeu-se deputado à Assembléia Nacional Constituinte de 1933. Em 1934, já com a nova Carta Magna, foi reeleito deputado federal, mas se desligou do cargo para se tornar secretário do Interior e Justiça do governador de Minas Gerais, Benedito Valadares.

A partir de 1936 foi procurador-geral da República, cargo ao qual renunciou em 1945 para se candidatar novamente a deputado federal, pleito em que obteve êxito. Permaneceu no cargo até 1951, tendo sido novamente eleito para o quinquênio de 1955 a 1961.

De 1961 até sua morte foi ministro das Minas e Energia do governo de João Goulart.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
João Agripino
Ministro de Minas e Energia do Brasil
1961 – 1962
Sucedido por
João Mangabeira
Precedido por
Carlos Maximiliano
Procurador-Geral da República do Brasil
1936 – 1945
Sucedido por
Hahnemann Guimarães


Ícone de esboço Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.