Hélio de Almeida

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Hélio de Almeida
Nascimento 12 de junho de 1919
Rio de Janeiro
Morte 5 de abril de 2002 (82 anos)
Cidadania Brasil
Ocupação político

Hélio Mello de Almeida (Rio de Janeiro, 12 de junho de 19195 de abril de 2002) foi um engenheiro e político brasileiro.

História[editar | editar código-fonte]

Foi presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE) no biênio 1942 — 1943,[1] ministro da Viação, de 1962 a 1963, e deputado federal pelo Rio de Janeiro, de 1975 a 1979. Foi ainda presidente do Clube de Engenharia do Rio de Janeiro em três oportunidades.[2]

Em 1956 fundou, em associação com a Westinghouse Air Brake Co., a Union Switch and Signal Division e a Hammon Industries, todas sediadas nos EUA, a Fresinbra - Freios e Sinais do Brasil S.A. (depois Fresinbra Industrial S.A. e, atualmente, SAB-Wabco do Brasil S.A.), que iniciou no Brasil a fabricação de sistemas de freios para vagões e equipamentos para sinalização ferroviária, até então importados. Em 1961, com o objetivo de produzir no Brasil produtos de borracha e sapatas de freios ferroviários do tipo "alto atrito", novidade introduzida na época nos EUA, fundou a Cobreq - Companhia Brasileira de Equipamentos.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Presidentes». União Nacional dos Estudantes (UNE). Consultado em 12 de julho de 2014 
  2. «Clube homenageia Hélio de Almeida». Clube de Engenharia. Consultado em 12 de julho de 2014 


Precedido por
Luís Pinheiro Paes Leme
Presidente da UNE
1942—1943
Sucedido por
Hélio Mota
Precedido por
Virgílio Távora
Ministro dos Transportes do Brasil
1962—1963
Sucedido por
Expedito Machado da Ponte


Ícone de esboço Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.