Albino Silva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Idálio Sardenberg
27º Chefe do Gabinete Militar do Brasil
Período 18 de setembro de 1962 até
12 de junho de 1963
Presidente João Goulart
Antecessor Amaury Kruel
Sucessor Aurélio de Lira Tavares
7º Presidente da Petrobras
Período 11 de junho de 1963 até
28 de janeiro de 1964
Presidente João Goulart
Antecessor Francisco Mangabeira
Sucessor Osvino Ferreira Alves
Dados pessoais
Nascimento 30 de junho de 1909
Curitiba, PR
Morte 22 de abril de 1976 (66 anos)
Rio de Janeiro, RJ
Nacionalidade brasileiro
Alma mater Escola Militar do Realengo
Profissão militar
engenheiro
Serviço militar
Anos de serviço 1930 até
31 de março de 1964
Graduação coronel
Unidade Chefe do Estado-Maior do III Exército

Albino Silva (Curitiba, 30 de junho de 1909Rio de Janeiro, 22 de abril de 1976) foi um engenheiro e militar brasileiro[1].

Estudou na Escola Militar do Realengo, formando-se no curso de Engenharia Militar em 1930. Também cursou a Escola de Armas e a Escola do Estado-Maior do Exército, além da Escola Superior de Guerra. Na carreira militar, chegou ao posto de Coronel do Exército Brasileiro[1].

Na vida pública, exerceu o cargo de chefe da polícia civil do Estado do Paraná, sendo uma das figuras centrais da Guerra da carne ocorrida em Curitiba em fevereiro de 1952 e presidiu a Comissão Estadual de Preços no governo Bento Munhoz da Rocha. Em 1958, foi escolhido como relator da comissão criada pelo presidente Juscelino Kubitschek para investigar o conflito entre o Conselho Nacional do Petróleo (CNP) e a Petrobras. Com a aproximação da estatal, foi nomeado, em junho de 1963, para a presidência da Petrobras[2].

Também foi chefe do Gabinete Militar no governo João Goulart, de 19 de setembro de 1962 a 18 de outubro de 1963, e chefe do estado-maior do III Exército, entre outras ocupações[2][1].

Após o golpe de 31 de março de 1964, saiu da vida pública e foi transferido para a reserva[1].

Referências

  1. a b c d A trajetória política de João Goulart - Albino Silva, CPDOC-FGV, consultado em 24 de agosto de 2015 
  2. a b A BATALHA DA CARNE EM CURITIBA de Fernando Schinimann (PDF), Dissertação Pós-Graduação em História Social do Brasil da Universidade Federal do Paraná, consultado em 24 de agosto de 2015 


Precedido por
Amaury Kruel
Chefe do Gabinete Militar
1962 — 1963
Sucedido por
Argemiro de Assis Brasil
Precedido por
Francisco Mangabeira
Presidente da Petrobras
1963 — 1964
Sucedido por
Osvino Ferreira Alves


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.