Antônio Carneiro da Rocha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: "Carneiro da Rocha" redireciona a este artigo. Para o governador da Bahia, veja Guilherme Carneiro da Rocha Marback.
Antônio Carneiro da Rocha
Nascimento 21 de setembro de 1842
Salvador
Morte 30 de setembro de 1925 (83 anos)
Nacionalidade  Brasileiro
Ocupação Advogado, político

Antônio Carneiro da Rocha (Salvador, 21 de setembro de 1842Salvador, 30 de setembro de 1925[1]) foi um advogado e político brasileiro.

Filho de Nicolau Carneiro da Rocha e Ana Soares. Foi ministro da Marinha, de 6 de maio a 3 de julho de 1882 (ver Gabinete Martinho Campos), ministro dos Transportes, de 6 de junho de 1884 a 6 de maio de 1885, e ministro da Agricultura, de 6 de junho de 1884 a 6 de maio de 1885 (ver Gabinete Dantas). Em 1886 participou da fundação da Sociedade Baiana de Imigração, filial da Sociedade Central de Imigração do Rio de Janeiro.

Também foi senador e prefeito de Salvador, de janeiro de 1908 a fevereiro de 1912,[2] além de fundador do Instituto dos Advogados da Bahia, e seu primeiro presidente. Foi em sua gestão que a barragem de Pituaçu foi concluída e inaugurada.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Documentação, Brazil Ministério dos Transportes Serviço de (1968). Dados biogràficos dos ministros. Brasília: Serviço de Documentação. p. 59 
  2. Ruy, Affonso (1996). Historia da Câmara Municipal da Cidade do Salvador. Salvador: Câmara Municipal de Salvador. p. 368 

Precedido por
Bento Francisco de Paula Sousa
Ministro da Marinha do Brasil
1882
Sucedido por
João Florentino Meira de Vasconcelos
Precedido por
Afonso Augusto Moreira Pena
Ministro dos Transportes do Brasil
e
Ministro da Agricultura do Brasil

1884 — 1885
Sucedido por
João Ferreira de Moura
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.