Joaquim Ferreira Chaves

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Joaquim Ferreira Chaves Filho (Recife, 15 de outubro de 1852Rio de Janeiro, 12 de março de 1937) foi um desembargador e político brasileiro.

Foi o primeiro governador do Rio Grande do Norte[1] eleito pelo povo através do voto em aberto, conhecido como “voto de bico de pena”, graças ao qual as oligarquias dominantes se perpetuavam no poder. Ferreira Chaves obteve 10.342 votos, contra 705 do opositor Moreira Brandão.

Foi ministro da Marinha do Brasil, de 20 de outubro de 1920 a 12 de setembro de 1921, e ministro da Justiça e Negócios Interiores do Brasil, de 3 de setembro de 1921 a 15 de novembro de 1922.

Exerceu também os cargos de promotor, juiz de direito, desembargador e procurador-geral do estado, além do mandato de senador pelo Rio Grande do Norte de 1900 a 1913, de 1920 a 1921 e de 1923 a 1930.

Casou-se, em 9 de fevereiro de 1875, em Martins, Rio Grande do Norte, com Alexandrina Barreto (5 de outubro de 1854 - 10 de janeiro de 1921), filha de Domingos Velho Barreto e de Inácia Francisca de Albuquerque. Dessa união nasceram quatro filhos, dos quais apenas o mais novo, José Barreto Ferreira Chaves, atingiu a maioridade. Alexandrina faleceu aos 66 anos, vítima de doença de Addison, na sua residência, situada na Rua Conde do Bonfim, nº 70, na cidade do Rio de Janeiro. Seu corpo foi sepultado no Cemitério do Caju, na mesma cidade[2].

Referências

  1. «IAPHACC». www.culturanatal.com.br. Consultado em 26 de junho de 2009 
  2. [1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Miguel Joaquim de Almeida Castro
Governador do Rio Grande do Norte
1891 — 1892
Sucedido por
Jerônimo Américo Raposo da Câmara
Precedido por
Pedro de Albuquerque Maranhão
Governador do Rio Grande do Norte
1896 — 1900
Sucedido por
Alberto Maranhão
Precedido por
Alberto Maranhão
Governador do Rio Grande do Norte
1914 — 1920
Sucedido por
Antônio José de Melo e Sousa
Precedido por
Raul Soares de Moura
Ministro da Marinha do Brasil
1920 — 1921
Sucedido por
João Pedro da Veiga Miranda
Precedido por
Alfredo Pinto Vieira de Melo
Ministro da Justiça
e
Negócios Interiores do Brasil

1921 — 1922
Sucedido por
João Luís Alves


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.