Anderson Torres

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Anderson Torres
Torres em abril de 2021.
Ministro da Justiça e Segurança Pública do Brasil
Período 30 de março de 2021
até a atualidade
Presidente Jair Bolsonaro
Antecessor(a) André Mendonça
Secretário de Segurança Pública do Distrito Federal
Período 1 de janeiro de 2019
até 29 de março de 2021
Governador Ibaneis Rocha
Dados pessoais
Nome completo Anderson Gustavo Torres
Nascimento
Brasília, Distrito Federal
Nacionalidade brasileiro
Alma mater Centro Universitário de Brasília
Partido PSL (2021-presente)
Profissão delegado de polícia

Anderson Gustavo Torres (Brasília)[1] é um delegado de polícia brasileiro, atual ministro da Justiça e Segurança Pública do Brasil.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Anderson Torres formou-se em direito pelo Centro Universitário de Brasília (CEUB) e possui especialização em Ciência Policial, Investigação Criminal e Inteligência Estratégica pela Escola Superior de Guerra. Foi professor da Academia de Polícia Civil do estado de Roraima, da Academia da Polícia Militar do Distrito Federal e da Academia Nacional da Polícia Rodoviária Federal.[1]

Foi papiloscopista da Polícia Civil do Distrito Federal e desde 2003 é delegado da Polícia Federal.[1] Coordenou as principais investigações voltadas ao combate ao crime organizado na Superintendência da Polícia Federal, em Roraima, entre 2003 e 2005. Na PF, atuou em Roraima e nas operações na reserva indígena Raposa Serra do Sol, que acabaram por prender em 2008 o agricultor Paulo César Quartiero, líder dos arrozeiros da região.[2]

Na Câmara dos Deputados, coordenou comissões sobre temas relacionados à segurança pública e combate ao crime organizado, bem como foi chefe de gabinete do deputado Fernando Francischini (PSL-PR).[1]

De 2019 a 2021, foi secretário de Segurança Pública do Distrito Federal, nomeado pelo governador Ibaneis Rocha (filiado ao MDB).[3]

Em 29 de março de 2021, foi anunciada a sua indicação pelo presidente Jair Bolsonaro para o cargo de ministro da Justiça e Segurança Pública.[4][5] Foi nomeado e tomou posse no dia seguinte.[1]

Em abril de 2021, foi divulgado que Torres se filiou ao Partido Social Liberal visando as eleições de 2022 e tornou-se presidente do diretório do PSL no Distrito Federal.[6]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

Precedido por
André Mendonça
Coat of arms of Brazil.svg
Ministro da Justiça e Segurança Pública

2021 — atualidade
Sucedido por