Luiz Paulo Barreto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Luiz Paulo Barreto
Em 2 de março de 2010, participando de audiência pública da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Desaparecimento de Crianças e Adolescentes da Câmara dos Deputados.
Ministro da Justiça do  Brasil
Período 10 de fevereiro de 2010
até 1 de janeiro de 2011
Presidente Luiz Inácio Lula da Silva
Antecessor(a) Tarso Genro
Sucessor(a) José Eduardo Cardozo
Dados pessoais
Nascimento 19 de janeiro de 1964 (53 anos)
Rio de Janeiro
Profissão Advogado

Luiz Paulo Teles Ferreira Barreto (Rio de Janeiro, 19 de janeiro de 1964) é um economista e advogado brasileiro. Foi ministro da Justiça do Brasil.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Formado em ciências econômicas e em direito pela Faculdade de Economia, Ciências Contábeis e Administração de Empresas do Centro de Ensino Unificado de Brasília (UNICEUB), Barreto ingressou no Ministério da Justiça em 1983 por meio de concurso público.

Após 20 anos no Ministério da Justiça, exercendo o cargo de diretor do Departamento de Estrangeiros, foi indicado secretário-executivo do ministério em 2003. É presidente do Comitê Nacional para os Refugiados e do Conselho Nacional de Combate à Pirataria e Delitos contra a Propriedade Intelectual.

Em 10 de fevereiro de 2010 foi escolhido para o cargo de ministro da Justiça pelo presidente Lula. Com a eleição da presidente Dilma Rousseff e a nomeação de José Eduardo Cardozo para o cargo de ministro, foi convidado para voltar ao cargo de secretário-executivo do ministério.[2]

Referências


Precedido por
Tarso Genro
Ministro da Justiça do Brasil
2010-2011
Sucedido por
José Eduardo Cardozo