Luís Antônio Barbosa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Luís Antônio Barbosa (Juiz de Fora, 1805Paraíba do Sul, 1860) foi um político brasileiro.[1]

Foi presidente das províncias de Minas Gerais, nomeado por carta imperial de 22 de dezembro de 1851, de 13 de janeiro de 1852 a 19 de abril de 1853, e do Rio de Janeiro[1] por quatro vezes, de 12 de dezembro de 1853 a 2 de maio de 1854, de 22 de setembro de 1853 a 3 de maio de 1855, de 26 de novembro de 1855 a 2 de maio de 1856, e de 7 de outubro de 1856 a 4 de agosto de 1857.[2] Foi Ministro da Justiça em 1853.[1]

Referências

  1. a b c Lacombe, Lourenço Luís (1973). Os chefes do executivo fluminense. Brasília: Ministério da Educação e Cultura, Departamento de Assuntos Culturais, Museu Imperial. p. 24 
  2. Galvão, Miguel Archanjo (1894). Relação dos cidadãos que tomaram parte no governo do Brazil no periodo de março de 1808 a 15 de novembre de 1889. Rio de Janeiro: Imprensa nacional. pp. 85, 130–131 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
José Ricardo de Sá Rego
Presidente da província de Minas Gerais
1852 — 1853
Sucedido por
José Lopes da Silva Viana
Precedido por
José Ildefonso de Sousa Ramos
Ministro da Justiça do Brasil
1853
Sucedido por
José Tomás Nabuco de Araújo Filho
Precedido por
Brás Carneiro Nogueira da Costa e Gama
Presidente da província do Rio de Janeiro
1853 — 1854
Sucedido por
João Pereira Darrigue de Faro
Precedido por
Brás Carneiro Nogueira da Costa e Gama
Presidente da província do Rio de Janeiro
1855
Sucedido por
José Ricardo de Sá Rego
Precedido por
Brás Carneiro Nogueira da Costa e Gama
Presidente da província do Rio de Janeiro
1855 — 1856
Sucedido por
Antônio Nicolau Tolentino
Precedido por
Antônio Nicolau Tolentino
Presidente da província do Rio de Janeiro
1856 — 1857
Sucedido por
João Manuel Pereira da Silva


Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço relacionado ao Projeto Biografias de Políticos. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.