Pedro Alcântara Cerqueira Leite

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Pedro de Alcântara Cerqueira Leite, primeiro e único barão de São João Nepomuceno (Barbacena, 28 de junho de 180724 de abril de 1883), foi um jurista, cafeicultor, político e investidor acionário brasileiro.[1]

Filho do capitão José de Cerqueira Leite e de Ana Maria da Fonseca, casou-se em 1844 com sua sobrinha Ana Cerqueira do Vale,[2] filha de sua irmã Bernardina Cerqueira do Vale Amado e do Coronel Manoel do Vale Amado.

Foi deputado, desembargador e posteriormente presidente da província de Minas Gerais, de 26 de setembro de 1864 a 18 de dezembro de 1865. Recebeu o baronato por decreto de 15 de julho de 1881.[2] Foi também criador da E. F. União Mineira em Santana do Deserto.[1]

Foi grande amigo e ao que consta primo do Visconde de Araxá.

Referências

  1. a b Guimarães, Elione Silva (2006). Elione Silva Múltiplos viveres de afrodescendentes na escravidão e no pós-emancipação: família, trabalho, terra e conflito. Juiz de Fora e São Paulo: FUNALFA Edições e Annablume, 2006. p. 191 
  2. a b Instituto Genealógico Brasileiro (1941). Anuário genealógico brasileiro. v. 3-4. [S.l.: s.n.] 


Precedido por
Fidélis de Andrade Botelho
Presidente da província de Minas Gerais
1864 — 1865
Sucedido por
Joaquim Saldanha Marinho


Ícone de esboço Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.