Bernardo José da Gama

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Bernardo José da Gama
Nascimento 20 de agosto de 1782
Recife
Morte 3 de agosto de 1854 (71 anos)
Pernambuco
Nacionalidade  Brasileiro
Ocupação Proprietário rural, político

Bernardo José da Gama, primeiro barão e visconde com grandeza de Goiana, (Recife, 20 de agosto de 1782Pernambuco, 3 de agosto de 1854) foi um proprietário rural, magistrado e político brasileiro[1].

Filho de Amaro Bernardo da Gama e de Francisca Maria da Conceição, casou com Izabel Ursulina de Albuquerque Gama.

Formou-se na Universidade de Coimbra em 1805, viajou com a família real pra o Brasil em 1807. Foi juiz no Maranhão e desembargador em Pernambuco (1821) e na Bahia.

Entre 18 de março e 26 de abril de 1831 governou a província do Rio de Janeiro, à exceção do dia 5 de abril para 6 de abril, quando o governo esteve nas mãos de Antônio Luís Pereira da Cunha, e do conselho participaram Nabor da Gama Filho e a Princesa negra Luísa Mahin, pais de Luís da Gama (Luís Gama).

Logo após, foi nomeado presidente da província do Grão-Pará, de 19 de julho de 1831 a 27 de fevereiro de 1832. Durante seu mandato, em 1830 foi preso e deposto, o que fortaleceu as idéias abolicionistas durante as revoltas da Confederação do Equador.

Foi diretor da Faculdade de Direito de Olinda, em 1849, também foi deputado geral pelo Pará, de 1834 a 1837.

Recebeu os títulos nobiliárquicos de barão de Goiana, por decreto de 26 de março de 1821; barão com grandeza, por decreto de 24 de dezembro de 1829; visconde de Goiana, por decreto de 24 de outubro de 1830; e visconde com grandeza, por decreto de 25 de março de 1845.[2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Goiana Sites de Sérgio de Freitas
  2. «FERNANDES, Aníbal de Almeida. Nobreza Brasileira e a Dinastia Bragança. Junho, 2008.». Consultado em 2 de julho de 2015 


Precedido por
José Antônio da Silva Maia
Ministro dos Negócios do Império do Brasil
e
Administrador do Rio de Janeiro

1831
Sucedido por
Antônio Luís Pereira da Cunha
Precedido por
Antônio Luís Pereira da Cunha
Ministro dos Negócios do Império do Brasil
e
Administrador do Rio de Janeiro

1831
Sucedido por
Manuel José de Sousa França
Precedido por
José Félix Pereira de Burgos
Presidente da província do Pará
1831 — 1832
Sucedido por
José Joaquim Machado de Oliveira


Ícone de esboço Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.