Francisco Pedro Vinagre

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Francisco Pedro Vinagre
Nascimento Belém
Cidadania Brasil
Ocupação político

Francisco Pedro Vinagre (Belém, 1793 – Belém, 1873) foi um lavrador, um dos líderes do movimento Cabanagem (por independência na província do Grão-Pará em 1835), político brasileiro, como um dos presidentes da Província do Grão-Pará, no ano de 1835, durante o Governo Cabano (ou Governo Republicano Independente).[1][2]

Foi um dos executores do governador deposto Bernardo Lobo de Sousa durante a revolta da Cabanagem.[3] Devido à extrema pobreza e o isolamento político do restante do Brasil, mantido pela influência portuguesa, na madrugada de 7 de janeiro de 1835, liderados por Antônio Vinagre, os revoltosos (índios tapuios, cabanos e negros) tomaram o quartel e o palácio do governo de Belém (capital da província), assassinando o presidente Lobo de Souza e o Comandante das Armas e, nomearam Félix Antonio Clemente Malcher presidente do Grão-Pará. Porém este traiu o movimento realizando acordos com o governo regencial.[1] Assim, os cabanos o mataram e, nomearam presidente o lavrador Francisco Pedro Vinagre, que depois foi sucedido por Eduardo Angelim.[1]

Referências

  1. a b c «Cabanagem: a história da mais sangrenta revolta brasileira». Conhecimento Científico. 12 de novembro de 2018. Consultado em 11 de fevereiro de 2020 
  2. «Cabanagem: resumo, líderes, motivos e consequências». Toda Matéria. Consultado em 11 de fevereiro de 2020 
  3. Cabanagem


Precedido por
Félix Clemente Malcher[1]
Presidente da província do Pará
1835
Sucedido por
Eduardo Angelim[1]



Ícone de esboço Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. a b Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome :0