Joaquim da Costa Barradas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Joaquim da Costa Barradas
Nascimento 18 de fevereiro de 1833
Maranhão
Morte 30 de janeiro de 1908 (74 anos)
Cidadania Brasil
Alma mater Faculdade de Direito da Universidade Federal de Pernambuco
Ocupação político, juiz

Joaquim da Costa Barradas (Maranhão, 18 de fevereiro de 1833Rio de Janeiro, 31 de janeiro de 1908) foi um juiz, desembargador e político brasileiro.

Filho de Joaquim da Costa Barradas e Maria Amália Bruce Barradas.

Formou-se em Ciências Jurídicas e Sociais na Faculdade de Direito do Recife, em 1856.

Vida profissional[editar | editar código-fonte]

Em decreto de 25 de abril de 1885, foi nomeado desembargador da relação de Goiás.

Foi nomeado ministro do Supremo Tribunal Federal, em 1893.

Exerceu o cargo de chefe de polícia da província do Maranhão, em 1872.

Em decreto de 10 de janeiro de 1874 foi nomeado vice-presidente do Maranhão.

Foi nomeado presidente da província do Pará no dia 4 de setembro de 1886, tomando posse do cargo no dia 6 de outubro de 1886, sendo exonerado do mesmo em 3 de junho de 1887.

Fez parte da comissão nomeada pelo governo para rever o projeto do código civil, em 1900.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Miguel Calmon du Pin e Almeida
Presidente da província do Ceará
1886
Sucedido por
Eneias de Araújo Torreão
Precedido por
João Antônio de Araújo Freitas Henriques
Presidente da província do Pará
1886 – 1887
Sucedido por
Francisco José Cardoso Júnior