João Alfredo Correia de Oliveira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
João Alfredo Correa de Oliveira
Presidente do Conselho de Ministros
Período 10 de março de 1888
a 7 de junho de 1889
Monarca Pedro II
Antecessor(a) O Barão de Cotejipe
Sucessor(a) O Visconde de Ouro Preto
Ministro da Fazenda
Período 10 de março de 1888
a 7 de junho de 1889
Antecessor(a) Francisco Belisário de Sousa
Sucessor(a) O Visconde de Ouro Preto
Presidente da Província de São Paulo
Período 19 de outubro de 1885
a 26 de abril de 1886
Antecessor(a) Elias Antônio Pacheco e Chaves
Sucessor(a) O Barão da Parnaíba
Ministro dos Negócios
Período 29 de setembro de 1870
a 25 de junho de 1875
Antecessor(a) Paulino José Soares de Sousa
Sucessor(a) José Bento da Cunha Figueiredo
Ministros dos Negócios da Agricultura, Comércio e Obras Públicas
Período 10 de novembro de 1870
a 7 de março de 1871
Antecessor(a) Jerônimo José Teixeira Júnior
Sucessor(a) Teodoro Machado Freire da Silva
Presidente da Província do Grão-Pará
Período 2 de dezembro de 1869
a 17 de abril de 1870
Antecessor(a) Manuel José de Siqueira Mendes
Sucessor(a) Abel Graça
Dados pessoais
Nascimento 12 de dezembro de 1835
Ilha de Itamaracá, Pernambuco,
Brasil
Morte 6 de março de 1919 (83 anos)
Rio de Janeiro, Distrito Federal,
 Brasil
Partido Conservador

João Alfredo Correa de Oliveira[1] (Ilha de Itamaracá, 12 de dezembro de 1835Rio de Janeiro, 6 de março de 1919) foi um político, abolicionista e monarquista brasileiro.

Integrado no Partido Conservador esteve ligado à formulação da Lei do Ventre Livre e da Lei Áurea. Foi também o principal articulador da primeira lei universalizante sobre o registro civil no Brasil, em 1874.

Foi deputado provincial, deputado geral e ainda Ministro dos Negócios do Império (março de 1870 a junho de 1875) duração esta que foi a mais longa de um ministro nesta pasta (digno de nota, já que à época, poucos mandatos ministeriais duraram mais que 18 meses).[2]

Outros cargos ocupados incluem o de ministro da Agricultura, presidente do Conselho de Ministros (de 10 de março de 1888 a 7 de junho de 1889), conselheiro de Estado, presidente das províncias do Pará (2 de dezembro de 1869 a 17 de abril de 1870) e São Paulo (19 de outubro de 1885 a 26 de abril de 1886[3]) e ainda senador, de 1877 a 1889.

Foi presidente do Conselho de Ministros (primeiro-ministro de D. Pedro II), de 10 de março de 1888 a 7 de junho de 1889. Foi chefe do governo e maior adversário de Joaquim Nabuco em Pernambuco. Seu ministério assegurou a aprovação parlamentar do projeto da Lei Áurea, sancionada pela Princesa Isabel, que exercia o cargo de regente do império em razão de viagem do Imperador à Europa.

Presidiu o Banco do Brasil, após a proclamação da república .

O gabinete de 10 de março de 1888[editar | editar código-fonte]

Foi presidente do Conselho de Ministros e simultaneamente ministro da Fazenda

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Pela grafia arcaica, João Alfredo Corrêa de Oliveira.
  2. Castanha, André P. «O Ato Adicional de 1834 e a instrução elementar no império:descentralização ou centralização?». openthesis.org. Consultado em 15 de dezembro de 2015. 
  3. «Lista de governadores de São Paulo» 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Manuel José de Siqueira Mendes
Presidente da província do Pará
1869 — 1870
Sucedido por
Abel Graça
Precedido por
Jerônimo José Teixeira Júnior
Ministro dos Transportes do Brasil
e
Ministro da Agricultura do Brasil

1870 — 1871
Sucedido por
Teodoro Machado Freire Pereira da Silva
Precedido por
Paulino José Soares de Sousa
Ministro dos Negócios do Império do Brasil
1871
Sucedido por
Precedido por
Elias Antônio Pacheco e Chaves
Presidente da província de São Paulo
1885 — 1886
Sucedido por
Antônio de Queirós Teles, conde da Parnaíba
Precedido por
Barão de Cotejipe
Presidente do Conselho de Ministros
1888 — 1889
Sucedido por
Visconde de Ouro Preto
Precedido por
Francisco Belisário Soares de Sousa
Ministro da Fazenda do Brasil
1888 — 1889
Sucedido por
Afonso Celso de Assis Figueiredo


Ícone de esboço Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.