João Inácio da Cunha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Se procura pelo nobre português, conde de Alcântara, veja João José de Alcântara.
João Inácio da Cunha
Visconde de Alcântara
Nascimento 23 de junho de 1781
  São Luís, Maranhão, Colônia do Brasil
Morte 14 de fevereiro de 1834 (52 anos)
  Rio de Janeiro Rio de Janeiro, Império do Brasil Império do Brasil
Cônjuge Violante Luiza de Vasconcellos
Descendência Tomás da Cunha
Violante da Cunha
Mariana Luiza da Cunha
Bento da Cunha
Jacinta da Cunha
Pedro da Cunha
João Inácio da Cunha
Pai Bento da Cunha
Mãe Mariana Mendes

João Inácio da Cunha, primeiro barão e depois primeiro e único Visconde de Alcântara, (São Luís, 23 de junho de 1781Rio de Janeiro, 14 de fevereiro de 1834) foi um magistrado e político brasileiro.[1][2]

Filho de Bento da Cunha, natural de Lisboa, e de Mariana Mendes, natural do Maranhão. Casou-se com Violante Luísa de Vasconcelos, baronesa e depois viscondessa consorte de Alcântara.

Era formado em Direito pela Universidade de Coimbra.[1]

Foi ministro do Supremo Tribunal de Justiça, ministro da Justiça, conselheiro de Estado e senador do Império do Brasil de 1826 a 1834.[2]

Títulos nobiliárquicos e honrarias[editar | editar código-fonte]

Barão de Alcântara

Título conferido por decreto imperial em 12 de outubro de 1825. Faz referência à cidade maranhense de Alcântara.

Visconde de Alcântara com honra de Grandeza

Título conferido por decreto imperial em 12 de outubro de 1826.

Referências

  1. a b Gonçalves, Aureliano Restier (2004). Cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro: terras e fatos. Rio de Janeiro: Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, Secretaria Municipal das Culturas, Arquivo Geral da Cidade do Rio de Janeiro, Divisão de Pesquisa. p. 391 
  2. a b Barata, Carlos Eduardo (1997). Presidentes do Senado no Império. Brasília: Senado Federal. p. 574 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Lúcio Soares Teixeira de Gouveia
Ministro da Justiça do Brasil
1829 — 1831
Sucedido por
Manuel José de Sousa França
Precedido por
José Joaquim Carneiro de Campos
Ministro dos Negócios do Império do Brasil
e
Administrador do Rio de Janeiro

1830
Sucedido por
José Antônio da Silva Maia
Precedido por
Manuel José de Sousa França
Ministro da Justiça do Brasil
1831
Sucedido por
Manuel José de Sousa França


Ícone de esboço Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.