Manuel da Silva Mafra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Manuel da Silva Mafra
Nascimento 12 de outubro de 1831
Desterro, Brasil
Morte 11 de março de 1907 (75 anos)
Niterói, Brasil
Ocupação Advogado, político

Manuel da Silva Mafra, o Conselheiro Mafra (Desterro, 12 de outubro de 1831Niterói, 11 de março de 1907) foi um advogado e político brasileiro.

Vida[editar | editar código-fonte]

Filho de Marcos Antônio da Silva Mafra e de Maria Rita da Conceição Mafra, bacharelou-se em direito pela Faculdade de Direito de São Paulo, em 1855.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Foi deputado à Assembleia Legislativa Provincial de Santa Catarina na 13ª legislatura (1860 — 1861), na 17ª legislatura (1868 — 1869), na 19ª legislatura (1872 — 1873), na 22ª legislatura (1878 — 1879), e na 25ª legislatura (1880 — 1881).

Foi deputado geral do império na 18ª legislatura (1882 — 1884) e na 19ª legislatura (1885 — 1886).

Foi presidente da província do Espírito Santo, nomeado por carta imperial de 16 de fevereiro de 1878, de 16 de dezembro de 1878 a 25 de janeiro de 1879.

Foi ministro da Justiça no gabinete liberal de Martinho Álvares da Silva Campos, de 1 de fevereiro a 3 de julho de 1882.

A solução judicial da Guerra do Contestado deve-se ao dossiê por ele elaborado, intitulado Exposição Histórico-Jurídica por Parte do Estado de Santa Catarina. Em homenagem à sua vitória na questão dos limites entre os Estados de Santa Catarina e Paraná, seu nome foi dado ao município de Mafra, este na margem esquerda do rio Negro, desmembrado do município de nome homônimo ao rio, que ficou pertencendo ao Paraná.

É patrono da cadeira 33 da Academia Catarinense de Letras.

Está sepultado no Cemitério do Hospital de Caridade de Florianópolis.[1]

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Piazza, Walter: Dicionário Político Catarinense. Florianópolis : Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1985.
  • Pítsica, Paschoal Apóstolo: Palavras e Registros: Vultos e fatos catarinenses de ontem e hoje. Florianópolis : ACL, 1993.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Alfeu Adolfo Monjardim de Andrade e Almeida
Presidente da província do Espírito Santo
1878 — 1879
Sucedido por
Eliseu de Sousa Martins
Precedido por
Rodolfo Epifânio de Sousa Dantas
Ministro da Justiça do Brasil
1882
Sucedido por
João Ferreira de Moura
Precedido por
Logo academia.gif ACL - patrono da cadeira 33
Sucedido por
Gil Costa
(fundador)


Ícone de esboço Este artigo sobre políticos ou política de Santa Catarina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.