João Tomé da Silva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
João Tomé da Silva
Nascimento 25 de janeiro de 1842
Sobral
Morte 4 de abril de 1884 (42 anos)
Recife
Nacionalidade  Brasileiro
Ocupação Advogado e político

João Tomé da Silva (Sobral, 25 de janeiro de 1842Recife, 4 de abril de 1884) foi um advogado, professor e político brasileiro.

Era filho do comendador João Tomé da Silva (1815-1888) e de Maria da Penha Frota (1821-1877) e tio do engenheiro e político João Tomé de Saboia e Silva.

Foi advogado, formado pela Faculdade de Direito do Recife em 1865, cidade na qual foi promotor público.

Foi presidente das províncias do Espírito Santo, nomeado por carta imperial de 25 de outubro de 1872, de 28 de dezembro de 1872 a 8 de outubro de 1873, de Santa Catarina, nomeado por carta imperial de 1 de outubro de 1873, assumindo o cargo em 24 de outubro de 1873, governando até 23 de abril de 1875, quando assumiu interinamente a presidência o 4° vice-presidente tenente-coronel Luís Ferreira do Nascimento Melo, que completou o mandato em 7 de agosto de 1875, e de Alagoas, nomeado por carta imperial de 10 de abril de 1876, de 27 de maio de 1876 a 7 de junho de 1877.

Projetou e iniciou em 15 de abril de 1875 o monumento aos heróis catarinenses da Guerra do Paraguai (1864 a 1870), inaugurado em 1 de janeiro de 1877 no governo do presidente Alfredo d'Escragnolle Taunay. Este monumento está localizado na praça 15 de novembro, no centro de Florianópolis.

O governo imperial condecorou-o, dando-lhe o oficialato e depois a comenda da Imperial Ordem da Rosa.

Foi professor da Faculdade de Direito do Recife a partir de 1877.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Antônio Gabriel de Paula Fonseca
Presidente da província do Espírito Santo
1872 — 1873
Sucedido por
Manuel Ribeiro Coutinho Mascarenhas
Precedido por
Luís Ferreira do Nascimento Melo
Presidente da província de Santa Catarina
1873 — 1875
Sucedido por
Luís Ferreira do Nascimento Melo
Precedido por
João Vieira de Araújo
Presidente da província de Alagoas
1876 — 1877
Sucedido por
Caetano Estelita Cavalcanti Pessoa


Ícone de esboço Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.