Ibrahim Abi-Ackel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ibrahim Abi-Ackel
Ministro da Justiça do Brasil
Período 9 de janeiro de 1980
até 15 de março de 1985
Presidente João Figueiredo
Antecessor Golbery do Couto e Silva
Sucessor Fernando Lyra
Vereador de Manhuaçu
Período 1955-1959
Deputado estadual por Minas Gerais
Período 1963-1975
Deputado federal por Minas Gerais
Período 19 de março de 1975
até 9 de janeiro de 1980
Período 3 de janeiro de 1989
até 31 de janeiro de 2007
Dados pessoais
Nascimento 2 de março de 1927 (93 anos)
Manhumirim, Minas Gerais
Progenitores Mãe: Maria Bracks Abi-Ackel
Pai: Melhim Abi-Ackel
Cônjuge Jacéa Cahú Abi-Ackel
Filhos Paulo Abi-Ackel
Partido PSD, ARENA, PDS, PP
Profissão Advogado e professor
linkWP:PPO#Brasil

Ibrahim Abi-Ackel GCC (Manhumirim, 2 de março de 1927) é um político brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Foi ministro da justiça entre 1980 e 1985, durante o governo de João Figueiredo.

Iniciou sua vida pública em 1955, como vereador na cidade de Manhuaçu, estado de Minas Gerais. Cursou a Faculdade Nacional de Direito da UFRJ entre 1946 a 1950, na qual graduou-se em Ciências Jurídicas e Sociais e depois doutorou-se em Direito Público. Foi Técnico em Assuntos Educacionais do MEC e Procurador de Belo Horizonte.

Exerceu sete mandatos eletivos como deputado federal por Minas Gerais, da legislatura 1975-1979 à legislatura 2003-2007.

A 22 de Setembro de 1981 foi agraciado com a Grã-Cruz da Ordem Militar de Cristo de Portugal.[1]

Em 2005, filiado ao Partido Progressista, foi nomeado relator da CPI do mensalão.

É pai do deputado federal Paulo Abi-Ackel (PSDB) e avô do desembargador Henrique Abi-Ackel Torres, do Tribunal de Justiça de Minas Gerais.

Referências

  1. «Cidadãos Estrangeiros Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Ibrahim Abi Ackel". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 24 de março de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Golbery do Couto e Silva
Ministro da Justiça do Brasil
1980–1985
Sucedido por
Fernando Lyra