João Leitão de Abreu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
João Leitão de Abreu
Nascimento 6 de julho de 1913
Cachoeira do Sul
Morte 13 de novembro de 1992 (79 anos)
Brasília
Nacionalidade  Brasil
Ocupação Professor e jurista

João Leitão de Abreu GCCGCSE (Cachoeira do Sul, 6 de julho de 1913Brasília, 13 de novembro de 1992) foi um jurista e ministro brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Ocupou a pasta da Casa Civil nos governos Médici e Figueiredo.[1]

Teria considerado por Médici como seu sucessor na presidência, caso o país estivesse, ao final de seu mandato, numa situação de perfeita calma.[1] Também foi responsável em transmitir uma mensagem de Médici para Delfim Neto desistir de se candidatar à presidência, o candidato de Médici era Geisel.[1]

O único pedido que Médici fez a Geisel, ao deixar o governo, foi que Leitão de Abreu fosse escolhido como ministro do Supremo Tribunal Federal, foi atendido: Leitão de Abreu foi nomeado na primeira vaga aberta.[1] Também presidiu o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

A 20 de Julho de 1972 foi agraciado com a Grã-Cruz da Ordem Militar de Cristo e a 13 de Julho de 1973 foi agraciado com a Grã-Cruz da Ordem Militar de Sant'Iago da Espada de Portugal.[2]

Em seu artigo dominical na Folha de S. Paulo de 28 de janeiro de 2007, o jornalista Elio Gaspari descreveu Leitão de Abreu como o mais poderoso ministro da Casa Civil da história republicana, apesar de sua discrição.[3]

Era cunhado do general Aurélio de Lira Tavares.[1]

Referências

  1. a b c d e Gaspari, Elio (2014). A Ditadura Derrotada 2 ed. (Rio de Janeiro: Editora Intrínseca). p. 544. ISBN 978-85-8057-432-6. 
  2. «Cidadãos Estrangeiros Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "João Leitão de Abreu". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 2016-03-24. 
  3. Artigo de Elio Gaspari

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Rondon Pacheco
Ministro chefe do Gabinete Civil da Presidência da República
1969 — 1974
Sucedido por
Golbery do Couto e Silva
Precedido por
João de Carvalho Oliveira
Ministro chefe do Gabinete Civil da Presidência da República
1981 — 1985
Sucedido por
José Hugo Castelo Branco
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.