Waldyr Arcoverde

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Waldyr Mendes Arcoverde
Ministro da Saúde do  Brasil
Período 30 de outubro de 1979
até 14 de março de 1985
Antecessor(a) Mário Augusto Jorge de Castro Lima
Sucessor(a) Carlos Corrêa de Menezes Sant'anna
Dados pessoais
Nascimento 22 de setembro de 1932
Amarante, PI
Morte 2 de dezembro de 2017 (85 anos)
Brasília, DF
Profissão Médico
linkWP:PPO#Brasil

Waldyr Mendes Arcoverde (Amarante, 22 de setembro de 1932 - Brasília, 2 de dezembro de 2017) foi um médico e político brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Diplomou-se em medicina pela Universidade Federal do Paraná. Em 1962 tornou-se médico sanitarista no Rio Grande do Sul. Em outubro de 1979 foi indicado para substituir Mário Augusto Jorge de Castro Lima no Ministério da Saúde, devido à morte de seu irmão, o então senador piauiense Dirceu Mendes Arcoverde, como forma de amenizar a perda do influente político em meio ao regime militar.

Na posse, Waldyr fez um balanço da saúde pública e disse que pretendia interiorizar as ações básicas nas regiões mais pobres, sobretudo nas periferias das grandes cidades e na zona rural. Seu projeto mais ambicioso era ampliar as redes de saneamento básico e desenvolver um programa de vacinação. Em abril de 1981, destacou a baixa renda como uma das principais causas para o problema da saúde. Durante sua gestão, iniciaram-se as pesquisas na Fundação Oswaldo Cruz para produção de vacina contra o sarampo. Arcoverde deixou o Ministério da Saúde em março de 1985.

Foi ministro da Saúde no governo João Figueiredo, de 30 de outubro de 1979 a 15 de março de 1985, sucedido por Carlos Corrêa de Menezes Sant'anna, escolhido ministro no Governo Sarney.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Mário Augusto Jorge de Castro Lima
Ministro da Saúde do Brasil
1979 — 1985
Sucedido por
Carlos Corrêa de Menezes Sant'anna


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.