Aramis Taborda de Athayde

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Aramis Athayde
Nascimento 12 de dezembro de 1900
Curitiba / PR
Morte 27 de março de 1971 (70 anos)[1]
Curitiba (PR)
Nacionalidade brasileiro
Ocupação Médico e político

Aramis Taborda de Athayde (Curitiba, 12 de dezembro de 190027 de março de 1971) foi um médico e político brasileiro.

Foi Ministro da Saúde, de 5 de setembro de 1954 a 20 de novembro de 1955.[2][3]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascido em Curitiba em dezembro de 1900, filho do capitão da Polícia Militar do Paraná, Aristides de Souza Athayde e de Benedicta de Jesus Taborda Athayde (Dona Didi). [4]

Seus primeiros estudos foram nas escolas: Escola Americana, Colégio Júlio Theodorico e Ginásio Paranaense e fez o curso de medicina na Universidade do Paraná (futura UFPR), formando-se em dezembro de 1924 (na sexta turma de formandos deste curso[5]). Algum tempo depois foi professor catedrático desta universidade, além de ter sido professor auxiliar do Ginásio Paranaense de 1916 a 1919, e funcionário dos Correios de 1919 a 1923. Em 14 de julho de 1924 foi nomeado Primeiro Tenente Médico do 1° Batalhão de Infantaria da Força Militar do Estado, atual PMPR, para atuar na Revolução de 1924; pedindo exoneração do posto em 30 de maio de 1925 para ingressar no Exército Brasileiro, também como 1° Tenente Médico. Tanto na Força Estadual como no Exército, participou dos principais conflitos que marcaram as décadas de 1920 e 1930 no Brasil.

Aramis participou de várias instituições, exercendo atividades como: presidente do Clube Curitibano de 1936 a 1938; presidente do Jóquei Club de 1939 a 1942; presidente da Sociedade Médica do Paraná entre 1939 e 1940; presidente da Cruz Vermelha, filial Paraná (em sua administração é iniciada a construção do hospital desta instituição na cidade de Curitiba[2]) e por anos foi vice-presidente da Cruz Vermelha Brasileira, além de ter sido membro da Associação Médica do Paraná e da Academia de Letras José de Alencar.[6]

Na política, Aramis foi eleito deputado estadual para o biênio 1928 / 1930 e deputado federal no ano de 1946, sendo reeleito em 1950. Nesse período foi um grande batalhador pela causa da reintegração do Território Federal do Iguaçu; tendo sido também o fundador e primeiro presidente da Cruz Vermelha do Paraná.

Foi Secretário Estadual (Paraná) nas pastas: Interior e Justiça, Saúde Pública e do Trabalho e também foi Ministro da Saúde nos governos de Café Filho, Nereu Ramos e Carlos Luz.[2][3] Em 1945 ajudou na criação do Partido Social Democrático.

Como poeta e prosador, Aramis colaborou em diversos periódicos, entre ele: "A República", "Diário da Tarde", "Gazeta do Povo", "Álbum do Paraná", "Revista do Clube Curitibano" e participou do livro "Sonetos Paranaenses" (coletânea de poesias de diversos poetas deste estado).

Por seus relevantes serviços à medicina e ao país, foi condecorado com a Grã-Cruz da Ordem do Mérito Médico e a Grã-Cruz de Benemerência da Cruz Vermelha Brasileira e as Medalhas de "Bronze", "Prata" e de "Guerra" pelas atuações em conflitos quando oficial do Exército Brasileiro.[1]

Aramis Taborda de Athayde faleceu em Curitiba no dia 27 de março de 1971.[1]

Em dezembro de 1992 foi homenageado pela cidade de Curitiba quando uma das vias do bairro Hugo Lange foi batizada com o nome de Rua Aramis Taborda Athayde.[7]

Referências

  1. a b c NICOLAS, 1977, p109.
  2. a b c Galeria de Ministros Site do Ministério da Saúde / Biblioteca Virtual em Saúde — acessado em 22 de junho de 2010
  3. a b Nereu de Oliveira Ramos - Ministros de Estado – Ministério da Saúde Site da Presidência da República do Brasil — acessado em 21 de junho de 2010
  4. NICOLAS, 1977, p105.
  5. Iátrico n° 22 - jan/mar 2008 Site do Conselho Regional de Medicina do Paraná — acessado em 21 de junho de 2010
  6. Ciência e associativismo médico: medicina legal e psiquiatria na terra dos pinheirais (1930-1941) FIOCRUZ - acessado em 25 de julho de 2017
  7. SPL - Sistema de Proposições Legislativas da Câmara Municipal de Curitiba – Lei Ordinária n° 8092/1992 Câmara Municipal de Curitiba – acessado em 22 de junho de 2010

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • NICOLAS, Maria. O Paraná na Câmara dos Deputados.Curitiba: Imprensa Oficial; 1977, 220p
  • FREITAS, José I. Brasil Ano 2000 - O Futuro Sem Fantasia. Rio de Janeiro: Ed. Monterrey; 1969, 327p
  • Episódios da História da PMPR - Volume VII; do Capitão João Alves da Rosa Filho; Edição da Associação da Vila Militar; 2004.
Precedido por
Mário Pinotti
Ministro da Saúde do Brasil
1954 — 1955
Sucedido por
Maurício Campos de Medeiros


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.