José Saraiva Felipe

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
José Saraiva Felipe
Saraiva Felipe, em 2006. foto: Wilson Dias/Agência Brasil
Nascimento 26 de março de 1952 (65 anos)
Belo Horizonte
Nacionalidade brasileiro
Ocupação Político

José Saraiva Felipe (Belo Horizonte, 26 de março de 1952) é um político brasileiro.

Atualmente, é deputado federal por Minas Gerais. Foi ministro da Saúde no governo de Luiz Inácio Lula da Silva.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Polêmica pelo uso da palavra "aidéticos"[editar | editar código-fonte]

No dia 25 de outubro de 2005, tornou-se pública uma declaração de Saraiva Felipe sobre portadores de SIDA. Numa reunião do Conselho Nacional de Saúde, na semana anterior, sobre a polêmica decisão do Ministério de, em vez de quebrar a patente da droga Kaletra, apenas negociar com o produtor do remédio, o laboratório Abbott,[1] disse o seguinte:

Com a repercussão negativa do uso do termo "aidéticos", Felipe retratou-se, no dia seguinte, ao diário Folha de S.Paulo. Por meio de sua assessoria, disse que "foi um lapso".[1]

55ª legislatura[editar | editar código-fonte]

Foi eleito deputado federal em 2014, para a 55.ª legislatura (2015-2019), pelo PMDB. Votou a favor do Processo de impeachment de Dilma Rousseff.[2] Posteriormente, votou a favor da PEC do Teto dos Gastos Públicos.[2] Em abril de 2017 votou a favor da Reforma Trabalhista.[2] [3] Em agosto de 2017 votou contra o processo em que se pedia abertura de investigação do então Presidente Michel Temer, ajudando a arquivar a denúncia do Ministério Público Federal.[2][4]

Referências

  1. a b c «Ministro da Saúde chama soropositivo de "aidético"». Terra. 26 de outubro de 2005. Consultado em 22 de junho de 2016 
  2. a b c d G1 (2 de agosto de 2017). «Veja como deputados votaram no impeachment de Dilma, na PEC 241, na reforma trabalhista e na denúncia contra Temer». Consultado em 11 de outubro de 2017 
  3. Redação (27 de abril de 2017). «Reforma trabalhista: como votaram os deputados». Consultado em 18 de setembro de 2017 
  4. Carta Capital (3 de agosto de 2017). «Como votou cada deputado sobre a denúncia contra Temer». Consultado em 18 de setembro de 2017 


Precedido por
Humberto Costa
Ministro da Saúde do Brasil
2005 — 2006
Sucedido por
Agenor Álvares


Ícone de esboço Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.