Augusto Viana do Castelo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Augusto Viana do Castelo
Nascimento 1874
Curvelo
Morte 1953 (79 anos)
Rio de Janeiro
Cidadania Brasil
Alma mater Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo
Ocupação político, mercador, advogado

Augusto Viana do Castelo (Curvelo, 8 de outubro de 1874Rio de Janeiro, 26 de setembro de 1953)[1] foi um advogado, comerciante e político brasileiro.

Representou o Estado de Minas Gerais na Câmara dos Deputados em várias legislaturas: novembro de 1906 à janeiro de 1909, fevereiro de 1909 à janeiro de 1912 e de fevereiro de 1912 à dezembro de 1914.[2] Em 1921 voltou a ser eleito deputado federal, sendo reconduzido à Câmara em 1924, nela permaneceu até setembro de 1926, quando foi nomeado secretário da Agricultura de Minas Gerais pelo presidente do estado Antônio Carlos Ribeiro de Andrada.[2]

Foi ministro da Justiça e Negócios Interiores no governo Washington Luís, de 15 de novembro de 1926 a 24 de outubro de 1930.[3] [4] Após a deposição daquele governo pela Revolução de 1930, exilou-se na Europa, fugindo das perseguições políticas. No velho mundo, estabeleceu contato com o escritor Humberto Campos, de quem se tornou admirador.

Também se dedicou às atividades comerciais, tendo falecido na cidade do Rio de Janeiro em 26 de setembro de 1953.[1]

Referências

  1. a b «Augusto Viana do Castelo». mapa.arquivonacional.gov.br. Consultado em 6 de novembro de 2020 
  2. a b «CPDOC - Verbetes - Primeira República» (PDF). Fundação Getúlio Vargas. Consultado em 5 de novembro de 2020 
  3. «Augusto Viana do Castelo». arquivonacional. Consultado em 25 de junho de 2020 
  4. «Ministérios». Biblioteca. Consultado em 6 de novembro de 2020 


Precedido por
Afonso Pena Júnior
Ministro da Justiça
e
Negócios Interiores do Brasil

1926 — 1930
Sucedido por
Gabriel Loureiro Bernardes


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.