Rafael de Abreu Sampaio Vidal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Rafael de Abreu Sampaio Vidal
Nascimento 14 de julho de 1870
Campinas
Morte 13 de julho de 1941 (70 anos)
São Paulo
Nacionalidade  Brasileiro
Ocupação Político

Rafael de Abreu Sampaio Vidal (Campinas, 14 de julho de 1870São Paulo, 13 de julho de 1941) foi um político brasileiro.[1]

Formado em 1891 pela Faculdade de Direito de São Paulo, exerceu a advocacia em São Carlos, São Paulo, onde também estabeleceu uma fazenda de café.

Na vida política, foi vereador por São Carlos, deputado estadual e senador estadual. Também esteve na administração do Ministério da Fazenda.[2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Foi defensor da cafeicultura, que julgava a maior riqueza nacional. Na sua carreira política, exerceu os cargos de vereador da Câmara Municipal de São Paulo, deputado estadual e ministro da Fazenda no governo de Artur Bernardes, tendo sido, ainda, fundador e diretor da Sociedade Rural Brasileira. Profundo conhecedor de finanças, fundou em 1912 a Bolsa do Café em Santos e a Caixa de Liquidação.

Ligações com o Brasil[editar | editar código-fonte]

Foram inúmeros os serviços que prestou à nação brasileira, dentre os quais destacam-se o trabalho em defesa da produção nacional, realizando empreendimentos de alto interesse para o país, como a defesa do café, do algodão e da seda e da organização bancária. Proferiu no parlamento notáveis discursos e deixou, dentre outras, as seguintes obras: "Organização Comercial de Defesa do Café" e "Contabilidade Agrícola de Fazenda de Café".

Logradouros[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Homero Batista
Ministro da Fazenda do Brasil
1922 — 1924
Sucedido por
Aníbal Freire da Fonseca


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.