Carlos Eduardo Gabas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Carlos Eduardo Gabas
CMMPV - Comissões Mistas Medidas Provisórias (16881603357).jpg
Ministro Carlos Eduardo Gabas em 2015
Ministro da Previdência Social do Brasil Brasil
Período 1 de janeiro de 2015
até 2 de outubro de 2015
Presidente Dilma Rousseff
Antecessor(a) Garibaldi Alves Filho
Ministro da Previdência Social do Brasil Brasil
Período 30 de março de 2010
até 1 de janeiro de 2011
Presidente Luiz Inácio Lula da Silva
Antecessor(a) José Barroso Pimentel
Sucessor(a) Garibaldi Alves Filho
Ministro interino da Previdência Social do Brasil Brasil
Período 4 de junho de 2008
até 11 de junho de 2008
Presidente Luiz Inácio Lula da Silva
Antecessor(a) Luiz Marinho
Sucessor(a) José Barroso Pimentel
Dados pessoais
Nascimento 27 de fevereiro de 1965 (52 anos)
Araçatuba, SP
Partido PT [1]
Profissão Contador
linkWP:PPO#Brasil

Carlos Eduardo Gabas (Araçatuba, 27 de fevereiro de 1965) é um contador brasileiro. Foi ministro da Previdência Social do Brasil, entre março de 2010 e janeiro de 2011 e entre janeiro e outubro de 2015.

Formação acadêmica[editar | editar código-fonte]

É bacharel em ciências contábeis pelo Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium (UniSALESIANO) de Araçatuba. Pós-graduado em Gestão de Sistemas de Seguridade Social pela Universidade de Alcalá em Alcalá de Henares, Espanha.[2]

Carreira[editar | editar código-fonte]

IAPAS/INSS[editar | editar código-fonte]

Em março de 1985 ingressou, através de concurso público, como agente administrativo no Ex-IAPAS, atual Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).[2]

Foi consultor e avaliador do Programa de Qualidade do Governo Federal em 2001 e 2002. A seguir, assumiu a coordenação de qualidade do Projeto Novo Modelo de Gestão do INSS.[2]

De janeiro de 2003 a julho de 2005, foi o responsável pela Superintendência Estadual do INSS em São Paulo convidado pelo então ministro da Previdência Social, Ricardo Berzoini.[2][3]

Ministério da Previdência Social[editar | editar código-fonte]

Em 8 de agosto de 2005, assumiu a Secretaria-executiva do Ministério da Previdência Social na gestão do ex-ministro Nelson Machado Filho.[2][3] Gabas ficou até 2 de outubro quando a pasta da Previdência foi fundida com o Trabalho e Emprego e em seu lugar assumiu Miguel Rosseto. No novo ministério será secretário de Previdência.[4]

Em 2006, no processo de reeleição do presidente Lula, coordenou o grupo de trabalho responsável pela área de Previdência Social do programa de Governo do Partido dos Trabalhadores (PT).[2]

Com a saída do ministro Luiz Marinho, em 3 de junho de 2008, assumiu interinamente o comando do Ministério até a nomeação do novo ministro. Porém sua nomeação para titular da pasta era difícil e os mais cotados foram: o deputado federal José Barroso Pimentel (PT/CE),[6] credenciado para o cargo por ter sido relator da reforma da Previdência na Câmara; e o presidente do INSS, Marco Antônio de Oliveira.[1][7]

Em 31 de março de 2010, assumiu o ministério após a saída de José Barroso Pimentel. Foi substituído ao término do governo de Lula — e início do primeiro mandato de Dilma Rousseff — por Garibaldi Alves Filho e, em 29 de dezembro de 2014, foi anunciado como novo ministro da Previdência Social para o então segundo mandato da presidente Dilma Rousseff;[8] cargo que exerceu até outubro de 2015, quando houve a fusão daquele ministério com o Ministério do Trabalho e Emprego, sendo criado o Ministério do Trabalho e Previdência Social.

Ministro-chefe da Secretaria de Aviação Civil[editar | editar código-fonte]

Após a saída do PMDB e outros aliados do governo Dilma, muitos ministros deixaram o governo. Com isso, Carlos Gabas assumiu a pasta de aviação civil como titular.[9]

Referências

  1. a b «Berzoini nega indicação de Gabas para a vaga de Marinho na Previdência». Folha Online / Folha de S.Paulo. 2 de junho de 2008. Consultado em 23 de junho de 2016. Cópia arquivada em 30 de dezembro de 2014 
  2. a b c d e f Ministério da Previdência Social. «Secretário-Executivo - Perfil». Consultado em 6 de junho de 2008 
  3. a b «Ministros de Estado». Presidência da República. Consultado em 6 de junho de 2008 
  4. Nathalia Passarinho (2 de outubro de 2015). «Novos ministros de Dilma Rousseff: veja quem entra e quem sai». G1. Consultado em 2 de outubro de 2015 
  5. Ribeiro, Ana Paula (9 de agosto de 2005). «Desafio da Previdência é melhorar atendimento, diz novo secretário». Folha Online. Consultado em 6 de junho de 2008 
  6. Folha Online; Renata Giraldi (4 de junho de 2008). «Marinho diz que fica satisfeito com duas visitas de Lula e recomendação de voto». Consultado em 6 de junho de 2008 
  7. Agência Brasil; Vinicius Konchinski (30 de maio de 2008). «Marinho anuncia saída da Previdência para concorrer à prefeitura de São Bernardo do Campo». Consultado em 6 de junho de 2008 
  8. Nathalia Passarinho (29 de dezembro de 2014). «Palácio do Planalto anuncia os nomes de sete novos ministros». G1 Política. Consultado em 23 de junho de 2016. Cópia arquivada em 1 de janeiro de 2015 
  9. «Dilma nomeia Carlos Gabas como ministro da Aviação Civil». "Estadão" + UOL notícias. 29 de abril de 2016. Consultado em 23 de junho de 2016. Cópia arquivada em 30 de abril de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Luiz Marinho
Ministro da Previdência Social do Brasil (interino)
2008
Sucedido por
José Barroso Pimentel
Precedido por
José Barroso Pimentel
Ministro da Previdência Social do Brasil
2010 – 2011
Sucedido por
Garibaldi Alves Filho
Precedido por
Garibaldi Alves Filho
Ministro da Previdência Social do Brasil
2015
Sucedido por