Edinho Silva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Edinho Silva
Ao chegar no Palácio do Planalto para o "Café da Manhã com jornalistas". Foto:Elza Fiúza/ABr
Ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social do Brasil
Período 31 de março de 2015
até 12 de maio de 2016
Presidente Dilma Rousseff
Antecessor(a) Thomas Traumann
Sucessor(a) Márcio de Freitas Gomes
13º e 14º Prefeito de Araraquara
Período 2001 até 2008
17º Prefeito de Araraquara
Período janeiro de 2017 até a atualidade
Dados pessoais
Nome completo Edson Antonio da Silva
Nascimento 20 de junho de 1965 (52 anos)
Pontes Gestal, SP
Nacionalidade brasileiro
Alma mater Universidade Estadual Paulista
Partido PT
Profissão Sociólogo

Edson Antônio da Silva (Pontes Gestal, 20 de junho de 1965) é um político brasileiro, filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT).[1] Foi ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social (Secom) da Presidência da República.[2] É o atual prefeito de Araraquara.[3] Em março de 2017, teve seu nome investigado na chamada "lista de Janot" nos 83 pedidos de investigação que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, enviou Supremo Tribunal Federal, no âmbito da Operação Lava Jato.[4]

Biografia[editar | editar código-fonte]

É graduado em ciências sociais na Universidade Estadual Paulista (UNESP) de Araraquara e mestre em engenharia de produção na Universidade Federal de São Carlos.

Filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT), em 27 de março de 2015 foi convidado pela então presidente Dilma Rousseff para assumir o cargo de ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social (Secom). Sua posse ocorreu no dia 31 de março.[5][6]

Referências


Precedido por
Waldemar de Santi
13º e 14º Prefeito de Araraquara
20012008
Sucedido por
Marcelo Barbieri
Precedido por
Marcelo Barbieri
17º Prefeito de Araraquara
20172020
Sucedido por
-

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.