Edson Coelho Araújo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Edinho Araújo
Edinho Araújo em fevereiro de 2015.
Foto:Marcelo Camargo/ABr.
Ministro-chefe da Secretaria Nacional de Portos do Brasil Brasil
Período 1 de janeiro de 2015
até 2 de outubro de 2015
Presidente Dilma Rousseff
Antecessor(a) César Borges
Sucessor(a) Helder Barbalho
Prefeito de São José do Rio Preto
Período 1 de janeiro de 2017
até atualidade
Antecessor(a) Valdomiro Lopes
Sucessor(a) -
Prefeito de São José do Rio Preto
Período 1 de janeiro de 2001
até 1 de janeiro de 2009
Antecessor(a) Liberato Caboclo
Sucessor(a) Valdomiro Lopes
Prefeito de Santa Fé do Sul
Período 31 de janeiro de 1977
até 31 de janeiro de 1983
Antecessor(a) Jerônimo de Paula
Sucessor(a) Antonio Carlos de Camargo
Deputado Estadual de São Paulo São Paulo
Período 15 de março de 1983
até 1 de fevereiro de 1995
(3 mandatos consecutivos)
Deputado Federal por São Paulo São Paulo
Período 1º- 1 de fevereiro de 1995
até 1 de janeiro de 2001
(2 mandatos consecutivos)
2º- 1 de fevereiro de 2011
até 1 de janeiro de 2017
(2 mandatos consecutivos)
Dados pessoais
Nascimento 30 de julho de 1949 (68 anos)
Santa Fé do Sul, SP
Nacionalidade Brasil brasileiro
Partido PMDB
Religião Presbiterianismo[1]

Edson Coelho Araújo, também conhecido como Edinho Araújo (Santa Fé do Sul, 30 de julho de 1949) é um político brasileiro. Foi ministro-chefe da Secretaria Nacional de Portos do Brasil entre janeiro e outubro de 2015.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filho de Emídio Antonio Araújo e Gabriela Coelho Araújo. Casado com Maria Elza, tem três filhos, Thaysa, Bethina e Edson, e uma neta, Maria Victoria. Reside em São José do Rio Preto (SP), onde foi prefeito por dois mandatos consecutivos (2001 a 2008). Disputou sua primeira eleição a prefeito com apenas 23 anos.[2]

Em 2016 Edinho concorreu a Prefeitura de Rio Preto mais uma vez, e novamente saiu vitorioso. [1]

Secretaria Nacional dos Portos[editar | editar código-fonte]

Em 23 de dezembro de 2014 foi anunciado como novo ministro da Secretaria Nacional dos Portos.[2] e desligado em 02 de Outubro de 2015 .

Votou a favor do Processo de impeachment de Dilma Rousseff.[3] Já durante o Governo Michel Temer, votou a favor da PEC do Teto dos Gastos Públicos.[3]

Referências

  1. «Deputados evangélicos no Brasil». Consultado em 13 Out. 2016 
  2. a b Edinho Araújo assume Portos após ser eleito deputado pela 4ª vez
  3. a b G1 (2 de agosto de 2017). «Veja como deputados votaram no impeachment de Dilma, na PEC 241, na reforma trabalhista e na denúncia contra Temer». Consultado em 11 de outubro de 2017 


Precedido por
César Borges
Ministro-chefe da Secretaria Nacional de Portos do Brasil
2015
Sucedido por
Helder Barbalho