Paulo Alexandre Barbosa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Paulo Alexandre Barbosa
Paulo Alexandre Barbosa em setembro de 2013.
Prefeito de Santos Bandeira de Santos (São Paulo).svg
Período 1 de janeiro de 2013
até a atualidade
Vice-prefeito Eustázio Alves Pereira Filho (2013-2016)

Sandoval do Nascimento Soares (2017- atualmente)

Antecessor João Paulo Tavares Papa
Dados pessoais
Nascimento 9 de janeiro de 1979 (40 anos)
Santos, São Paulo
Nacionalidade Brasileiro
Partido PSDB
Website Página oficial

Paulo Alexandre Barbosa (Santos, 9 de janeiro de 1979) é um político brasileiro. Atual prefeito de Santos, assumiu o cargo no dia 1° de janeiro de 2013. Filho do ex-prefeito Paulo Gomes Barbosa (que serviu no município de 1980 a 1984, nomeado pelo regime militar[1]). Cursou Direito na Universidade Metropolitana de Santos.

Paulo iniciou sua vida pública em 2002 no cargo de diretor de Projetos Especiais da Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE), órgão ligado à Secretaria Estadual da Educação, da qual serviu como secretário-adjunto de 2004 a 2006.[2] Em 2006, candidatou-se a deputado, e foi o mais jovem deputado eleito no pleito, conseguindo o maior número de votos na história de São Paulo.[3] Foi reeleito em 2010 como o segundo parlamentar mais votado.

Entre janeiro e abril de 2011, atuou como secretário de Desenvolvimento Social do Estado de SP nomeado pelo governador Geraldo Alckmin. Em seguida, assumiu a pasta de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia até o dia 30 de junho de 2012. Paulo Alexandre Barbosa é casado com a também advogada Vanessa Barbosa e pai de uma filha.[3]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Início e formação[editar | editar código-fonte]

Caçula de cinco irmãos, Paulo Alexandre Barbosa nasceu em 9 de janeiro de 1979, ano em que seu pai, o comerciante Paulo Gomes Barbosa, havia sido nomeado prefeito da cidade.[4] Ao contrário do filho, porém, Barbosa não teve berço político e foi subindo socialmente através de profissões modestas como a de engraxate de sapatos e vendedor de palhinhas até tornar-se corretor de café em uma grande empresa;[5] foi vereador em Santos e presidente da Câmara nos anos 90.[4] Morreu em março de 2011.[6]

Seu filho participou de sua bem sucedida campanha como vereador aos 17 e aos 21 anos. Estudou no tradicional Colégio Santista da pré-escola até o ensino médio. Aos 17 anos, Paulo ingressou no curso de Direito na Universidade Metropolitana de Santos.[3]

Vida pública[editar | editar código-fonte]

Sua vida pública começa efetivamente aos 22 anos, quando assumiu o cargo de assessor especial da Secretaria de Juventude, Esporte e Lazer, e em 2002 é nomeado diretor de projetos especiais da FDE (Fundação para o Desenvolvimento da Educação).[7] Dois anos depois, em 2004, ele tornou-se secretário-adjunto da Educação, onde permaneceu até 2006.[7] Nesse período, Paulo Alexandre coordenou o programa Escola da Família, iniciativa premiada pelas Nações Unidas que abre todas as escolas estaduais aos finais de semana para centros de convivência esportiva e cultural e também concede bolsas universitárias totalmente gratuitas a quase 50 mil jovens.[8][9]

Ainda em 2006, Paulo foi eleito deputado estadual e reeleito em 2010. Foi o mais jovem deputado eleito no pleito.[3] Em 2007, como deputado estadual, apresentou o projeto de lei que instituía o Programa de Combate ao Bullying nas Escolas e foi autor da Lei Estadual 13.576/09, que regulamentou normas e procedimentos para reciclagem, gerenciamento e destinação final do lixo tecnológico.[9] A convite do governador Geraldo Alckmin (PSDB), licenciou-se no início de 2011 para assumir a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social. Foi nomeado secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia quatro meses depois, onde ficou responsável por estruturas administrativas e várias instituições educacionais,[9] e ocupou este cargo até junho de 2012, quando decidiu afastar-se para concorrer à eleição da prefeitura de Santos.[7]

Quando eleito prefeito abandonou na metade o mandato legislativo confiado a ele pela população paulista para buscar "vôos maiores".

Eleição 2012 para prefeito[editar | editar código-fonte]

Em junho, Paulo candidatou-se nas eleições municipais de 2012 como prefeito de Santos. Disputou com Telma de Souza (PT), que já havia administrado a prefeitura da cidade entre 1989 e 1993; Sérgio Aquino (PMDB), o candidato oficial do então prefeito João Paulo Tavares Papa; Prof. Fabião (PSB); Beto Mansur (PP), que também já havia sido prefeito durante 2 mandatos, de 1997 a 2000 e de 2001 a 2004; Eneida Koury (PSOL); Luiz Xavier (PSTU); Jama (PRTB) e Nelson Rodrigues (PSL).

Já no 1° turno, Paulo venceu a eleição com larga margem de vantagem: 57,91% dos votos válidos. É o segundo prefeito mais jovem da cidade.[5] Suas principais propostas incluíam, entre outras metas, a criação de um túnel ligando a Zona Noroeste e a Zona Leste da cidade, além de outras obras de infraestrutura e a revitalização da rodoviária municipal. Durante a cerimônia de celebração de sua vitória, Paulo disse à imprensa que o seu foco são as áreas de educação e saúde.

Eleição 2016 para prefeito

Em 2016 buscou a reeleição, garantida através de uma larga coligação com partidos, com o expressivo resultado de 77,74% dos votos válidos, motivada por um embate contra candidatos não reconhecidos pela população e um programa massivo de gastos, com futura reprovação dos mesmos por parte do TCE SP

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «G1 – Blog do Fernando Allende». g1.globo.com. Consultado em 26 de janeiro de 2019 
  2. Natália Cancian. "Com 58% dos votos, Paulo Alexandre Barbosa é o novo prefeito de Santos" (07/10/2012). Acesso: 8 de outubro, 2012.
  3. a b c d A Tribuna On-line. "Paulo Alexandre é eleito prefeito de Santos com 57,91% dos votos". Acesso: 8 de outubro, 2012.
  4. a b "Herança política dos pais inspira jovens favoritos na Baixada Santista Arquivado em 16 de setembro de 2012, no Wayback Machine." (15 de setembro de 2012). Notícias Terra. Acesso: 8 de outubro, 2012.
  5. a b Da Redação. "Paulo Alexandre é o segundo prefeito mais jovem de Santos" (8/10/12). Acesso: 8 de outubro, 2012.
  6. «Morre ex-prefeito de Santos e ex-presidente da Câmara Paulo Gomes Barbosa, aos 73 anos». Consultado em 28 de janeiro de 2012 
  7. a b c "Paulo Alexandre Barbosa (PSDB) é eleito prefeito de Santos (SP)". Eleições Uol. Acesso: 8 de outubro, 2012.
  8. Paulo Alexandre Barbosa - Perfil Arquivado em 4 de julho de 2011, no Wayback Machine.. Voto Consciente. Acesso: 8 de outubro, 2012.
  9. a b c "Paulo Alexandre Barbosa é o novo secretário" (3 de maio de 2011). Site oficial da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia. Acesso: 8 de outubro, 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
João Paulo Tavares Papa
Prefeito de Santos
2013 — atualmente
Sucedido por
Incumbente