Gilberto Nascimento

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Gilberto Nascimento Silva
Deputado Federal por São Paulo
Período 1º de fevereiro de 2003
até 31 de janeiro de 2007

1º de fevereiro de 2015
até atualidade

Deputado Estadual por São Paulo
Período 15 de março de 1995
até 31 de janeiro de 2003
Vereador de São Paulo
Período 1º de fevereiro de 1983
até 31 de dezembro de 1994
Dados pessoais
Nascimento 9 de julho de 1956 (62 anos)
São Paulo, SP, Brasil
Nacionalidade brasileiro
Partido PSC
Religião Evangélico
Profissão Advogado

Gilberto Nascimento Silva (São Paulo, 9 de julho de 1956) é um político brasileiro.

Foi três vezes vereador pela cidade de São Paulo e duas vezes deputado estadual por São Paulo. Elegeu-se deputado federal em 2002 com 240.266 votos[1].

Gilberto Nascimento Silva, nascido em São Paulo no dia 9 de Julho de 1956, é filho de José Nascimento da Silva e Josefa Lucena Medeiros. Estudou em São Paulo na Zona Norte, Vila Maria e se formou em direito pela FIG - Faculdades Integradas Guarulhos. Formou-se também em teologia pelo Instituto Teológico Pentecostal do Brasil e começou sua militância partidária em 1978, ingressando na juventude do MDB por convite de Franco Montoro e Ulysses Guimarães. Em 1982 à convite da igreja participou de sua primeira campanha eleitoral Municipal em SP elegendo-se para vereador como um dos mais votados de São Paulo e como o vereador mais jovem das eleições.

Elegeu-se mais 3 vezes como vereador, duas vezes como deputado estadual e depois foi eleito a deputado Federal como um dos mais votados de São Paulo. Gilberto Nascimento sempre defendeu a bandeira da Igreja Cristã, da segurança pública, do transporte e da saúde pública; é também delegado da polícia civil do Estado de São Paulo.

Foi reeleito deputado federal em 2014, para a 55.ª legislatura (2015-2019), pelo PSC, com 120.044 votos. Votou a favor do Processo de impeachment de Dilma Rousseff.[2] Já durante o Governo Michel Temer, votou a favor da PEC do Teto dos Gastos Públicos.[2] Em abril de 2017 foi favorável à Reforma Trabalhista.[2] [3] Em agosto de 2017 se ausentou da votação do processo em que se pedia abertura de investigação do então presidente Michel Temer, ajudando a arquivar a denúncia do Ministério Público Federal.[2][4]Na sessão do dia 25 de outubro de 2017, o deputado, mais uma vez, votou contra o prosseguimento da investigação do então presidente Michel Temer, acusado pelos crimes de obstrução de Justiça e organização criminosa. O resultado da votação livrou o Michel Temer de uma investigação por parte do Supremo Tribunal Federal (STF)[5].

Referências

  1. Gilberto Nasciment o - Biografia. Câmara dos Deputados
  2. a b c d G1 (2 de agosto de 2017). «Veja como deputados votaram no impeachment de Dilma, na PEC 241, na reforma trabalhista e na denúncia contra Temer». Consultado em 11 de outubro de 2017 
  3. Redação (27 de abril de 2017). «Reforma trabalhista: como votaram os deputados». Consultado em 18 de setembro de 2017 
  4. Carta Capital (3 de agosto de 2017). «Como votou cada deputado sobre a denúncia contra Temer». Consultado em 18 de setembro de 2017 
  5. «Como votou cada deputado sobre a 2ª denúncia contra Temer». Terra 
Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.