Ilques Barbosa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ilques Barbosa Junior
Nome completo Ilques Barbosa Junior
Dados pessoais
Nascimento 29 de maio de 1954 (68 anos)
Ribeirão Preto, São Paulo
Nacionalidade brasileiro
Esposa Leoniza Neves de Aguiar e Sousa Barbosa
Vida militar
Força Coat of arms of the Brazilian Navy.svg Marinha do Brasil
Anos de serviço Desde janeiro de 1976 (47 anos)
Hierarquia AlmirantedeEsquadra MB.png
Almirante de esquadra
Comandos
  • Comando-em-Chefe da Esquadra (Ajudante de Ordens)
  • Diretoria-Geral do Pessoal da Marinha (Ajudante de Ordens)
  • Aviso de Apoio Costeiro “Almirante Hess” (Comandante)
  • Contratorpedeiro “Pernambuco” (Imediato)
  • Rebocador de Alto-Mar “Tritão” (Comandante)
  • Comando da Força de Fragatas (Oficial de Operações)
  • Estado-Maior da Armada (Chefe de Gabinete)
  • Gabinete do Comandante da Marinha (Oficial de Gabinete)
  • Navio-Escola “Brasil” (Comandante)
  • Comando de Operações Navais (Ajudante do Subchefe de Operações)
  • Comando do Controle Naval do Tráfego Marítimo (Comandante)
  • Centro de Adestramento “Almirante Marques de Leão” (Comandante)
  • Escola Superior de Guerra (Assistente da Marinha)
  • Comando da 2ª Divisão da Esquadra (Comandante)
  • Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação da Marinha (Secretário)
  • Diretoria de Portos e Costas (Diretor)
  • Comando do 1º Distrito Naval (Comandante)
  • Comando-em-Chefe da Esquadra (Comandante em Chefe)
  • Diretoria-Geral do Pessoal da Marinha (Diretor-Geral)
  • Estado-Maior da Armada (CEMA)
Honrarias Ordem do Mérito da Defesa (Grau Grã-Cruz)

Ordem do Mérito Naval (Grau Grã-Cruz)
Ordem do Mérito Militar (Grau Grande Oficial)
Ordem do Mérito Aeronáutico (Grau Grande Oficial)
Medalha da Ordem de Rio Branco (Grau Grã-Cruz) Ordem do Mérito Judiciário Militar (Grau de Grande Oficial)

Ilques Barbosa Junior (Ribeirão Preto[1], 29 de maio de 1954) é um almirante de esquadra brasileiro, antigo chefe do Estado-Maior da Armada, que foi Comandante da Marinha entre 9 de janeiro de 2019 e 9 de abril de 2021.[2]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Tem uma carreira longa na Marinha do Brasil. Foi Guarda-Marinha (13/12/1976), Segundo-Tenente (31/08/1977), Primeiro-Tenente (30/04/1979), Capitão-Tenente (31/08/1981), Capitão de Corveta (31/08/1987), Capitão de Fragata (25/12/1993), Capitão de Mar e Guerra (25/12/1999), Contra Almirante (31/03/2007), Vice Almirante (31/07/2010) e Almirante de Esquadra (25/11/2014).

Realizou curso na Escola Naval, Curso de Aperfeiçoamento de Comunicações para Oficiais, Curso Básico da Escola de Guerra Naval, Curso de Comando e Estado-Maior na Escola de Guerra Naval, Curso Superior de Guerra Naval - Escola de Guerra Naval, Curso Regular de Estado Mayor da Academia de Guerra Naval - Armada do Chile, Curso de Política e Estratégia Marítimas - Escola de Guerra Naval, Curso de Altos Estudos de Política e Estratégia - Escola Superior de Guerra.[3]

O Almirante Ilques foi exonerado do Comando da Marinha juntamente com os Comandantes do Exército e da Força Aérea, após a crise iniciada com a demissão do general Fernando Azevedo do Ministério da Defesa, que saiu do cargo após negar a politização das Forças Armadas.[4][5]

É casado e tem duas filhas.

Referências

  1. https://www.marinha.mil.br/sinopse/novo-comandante-da-marinha-nasceu-e-viveu-em-rp
  2. «Almirante Almir Garnier assume o comando da Marinha». Agência Brasil. 9 de abril de 2021. Consultado em 10 de abril de 2021 
  3. «Alm Esq Ilques Barbosa Jr - Currículo». DefesaNet. Consultado em 1 de abril de 2021 
  4. «Ministério da Defesa anuncia saída dos comandantes das três Forças Armadas». G1. 30 de março de 2021. Consultado em 1 de abril de 2021 
  5. Mazieiro, Guilherme; Maia, Gustavo; de Andrade, Hanrrikson. «Bolsonaro chega de lancha à posse de novo comandante da Marinha». UOL. Consultado em 9 de janeiro de 2019 

Precedido por
Eduardo Bacellar Leal Ferreira
Coat of arms of the Brazilian Navy.svg
5º Comandante da Marinha do Brasil

2019–2021
Sucedido por
Almir Garnier Santos