Dorothea Werneck

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Dorothea Werneck
Dorothea Fonseca Furquim Werneck
Ministra do Trabalho do Brasil Brasil
Período 1989-1990
Ministra da Indústria e do Comércio
Período 1 de janeiro de 1995
30 de abril de 1996
Secretária de Estado de Desenvolvimento Econômico
de Minas Gerais Minas Gerais
Período 10 de janeiro de 2011
Dados pessoais
Nascimento 9 de julho de 1948 (69 anos)
Ponte Nova Ponte Nova, Minas Gerais
Nacionalidade  Brasileira

Dorothea Fonseca Furquim Werneck (Ponte Nova, 9 de julho de 1948) é uma economista e política brasileira, ex-mulher do também economista Rogério Werneck.

Foi ministra do Trabalho (1989-1990) e ministra da Indústria e do Comércio (1995-1996).

Em 10 de janeiro de 2011, Dorothea Werneck assumiu o cargo de secretária de Estado de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais no governo de Antônio Anastasia.

Uma curiosidade: Dorothea Werneck foi interpretada pela atriz e comediante Nádia Maria (já falecida), no humorístico Escolinha do Professor Raimundo. Na ocasião, a personagem era parodiada por Nádia pelo nome de Doroféia Lenéck. A atriz é mais conhecida por ter interpretado a ex-ministra da economia, Zélia Cardoso de Mello.

Formação[editar | editar código-fonte]

  • Economista - Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG - 1970
  • Mestre (Economia) - Escola de Pós-Graduação da Fundação Getúlio Vargas, FGV - 1972
  • Mestre (Economia) - Boston College - 1975
  • Doutora (Economia) - Boston College - 1975

Condecorações[editar | editar código-fonte]

  • Grã-Cruz da Ordem Nacional do Mérito Científico - Presidência da República do Brasil - Junho de 1995[1]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Referências


Precedido por
Ronaldo Costa Couto
Ministra do Trabalho do Brasil
1989 — 1990
Sucedido por
Antônio Rogério Magri
Precedido por
Élcio Álvares
Ministra da Indústria, do Comércio e do Turismo
1995 — 1996
Sucedido por
Francisco Dornelles


Ícone de esboço Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.