Mauro José Miranda Gandra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Mauro José Miranda Gandra
Ten.-Brig.-do-Ar Mauro Gandra, FAB
Ex-Ministro da Força Aérea Brasileira
Nascimento 16 de abril de 1933
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
Morte 24 de dezembro de 2018 (85 anos)
Rio de Janeiro
Ocupação Militar
Prêmios Ordem do Mérito Militar[1]
Serviço militar
País Brasil República Federativa do Brasil
Serviço Brasão da Força Aérea Brasileira Força Aérea Brasileira
Anos de serviço 1950-1995
Patente FAB-TenBrig.png Tenente-Brigadeiro-do-Ar

Mauro José Miranda Gandra GOMM (Rio de Janeiro, 16 de abril de 1933 Rio de Janeiro, 24 de dezembro de 2018[2]) foi um militar brasileiro. Foi ministro da Aeronáutica no governo Fernando Henrique Cardoso, de 1 de janeiro a 21 de novembro de 1995.

Em 1992, como tenente-brigadeiro-do-ar, Gandra foi condecorado pelo presidente Fernando Collor com a Ordem do Mérito Militar no grau de Grande-Oficial especial.[1]

A carreira de Mauro Gandra é destacada. Nos quase 50 anos dedicados à Aeronáutica, galgou todas as patentes, de aspirante até tenente-brigadeiro, contabilizou 6.700 horas de vôo em diferentes equipamentos incluindo o avião presidencial One-Eleven, no qual viajaram 11 chefes de Estado e assumiu o cargo de ministro, no primeiro mandato do presidente Fernando Henrique Cardoso. Hoje, diretor do Instituto do Ar da Universidade Estácio de Sá, Mauro Gandra se dedica à formação de profissionais da aviação. Casado, dois filhos e sete netos, tem orgulho de ter aberto as portas da Aeronáutica para as mulheres brasileiras.

Referências

Precedido por
Lélio Viana Lobo
Ministro da Aeronáutica do Brasil
1995
Sucedido por
Lélio Viana Lobo
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.