Morvan Dias de Figueiredo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Morvan Dias de Figueiredo
Conhecido(a) por Nadir Figueiredo
Nascimento 11 de setembro de 1890
Recife, PE
Morte 3 de maio de 1950 (59 anos)
São Paulo, SP
Nacionalidade  Brasileiro
Ocupação Político
Discurso de Morvan Dias de Figueiredo sobre o cancelamento do registro eleitoral do Partido Comunista Brasileiro.

Morvan Dias de Figueiredo (Recife, 11 de setembro de 1890São Paulo (cidade), 3 de maio de 1950) foi um político e empresário brasileiro.

Foi ministro do Trabalho, Indústria e Comércio no governo Eurico Gaspar Dutra, de 30 de outubro de 1946 a 30 de setembro de 1948.

Nos anos de 1949 e 1950 foi presidente da FIESP e CIESP.

Teve cinco irmãos, entre eles Nadir Dias de Figueiredo e Inar Dias de Figueiredo. Com seu irmão Nadir fundou a Nadir Figueiredo Indústria e Comércio S/A, tradicional indústria de vidros. Foi também sócio de Roberto Simonsen na seguradora Bandeirantes.

Foi um dos defensores da criação do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI).

Em sua homenagem, uma Avenida que cruza os bairros de Vila Guilherme e Vila Maria (distritos de São Paulo), na cidade de São Paulo, recebeu seu nome.[1]

Referências

  1. «Dicionário das ruas de São Paulo». Consultado em 16 de novembro de 2009. Arquivado do original em 23 de outubro de 2007 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Otacílio Negrão de Lima
Ministro do Trabalho, Indústria e Comércio do Brasil
1946 — 1948
Sucedido por
João Otaviano de Lima Pereira


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.