Silvestre Pinheiro Ferreira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Silvestre Pinheiro Ferreira
Nascimento 31 de Dezembro de 1769
Lisboa
Morte 2 de Julho de 1846 (76 anos)
Lisboa
Nacionalidade Portugal Português
Ocupação Filosofia, política

Silvestre Pinheiro Ferreira (Lisboa, 31 de Dezembro de 1769 — Lisboa, 2 de Julho de 1846) foi um filósofo e político português que ocupou diversos postos governamentais nos primeiros anos da década de 1820, entre os quais os de ministro do Reino, ministro da Guerra e ministro dos Negócios Estrangeiros.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Tendo acompanhado a família real para o Brasil, em consequência das invasões napoleónicas, viveu no Brasil de 1810 a 1821, onde desenvolveu grande parte da sua obra. Estudou com os oratorianos, formando-se em filosofia.

As suas Prelecções Filosóficas, publicadas em 1813, resultado das lições de filosofia que ministrou no Real Colégio de São Joaquim, no Brasil, é talvez a mais importante das suas obras. Insere-se nesta obra uma tradução e comentário das Categorias de Aristóteles, filósofo em que este autor frequentemente se apoia.

São conhecidas algumas colaborações da sua autoria em diversas publicações periódicas, nomeadamente nas revistas O Panorama [1] (1837-1868) e Revista universal lisbonense[2] (1841-1859).

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Germán A. de la Reza, La invención de la paz. De la República cristiana del duque de Sully a la Sociedad de naciones de Simón Bolívar, Siglo XXI Editores, México, 2009 (ISBN 978-607-03-0054-7).

Referências


Precedido por
Pedro de Sousa Holstein
Ministro da Guerra do Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves
1821
Sucedido por
Francisco José Vieira


Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.